Atingidos pela cheia se mudam para novas unidades habitacionais

 O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Habitação (Sehab), iniciou o processo de celeridade para a entrega de casas em empreendimentos habitacionais do Minha Casa, Minha Vida.

Após a assinatura dos contratos, nos dias 4 e 5 de março, na Caixa Econômica Federal, os beneficiados puderam se mudar para os loteamentos do Cabreúva e Rui Lino. Com a ajuda das equipes de prefeitura e Defesa Civil no deslocamento dos móveis, as famílias residentes de áreas de risco puderam finalmente contemplar o novo lar.

Moradora do bairro Cadeia Velha, Luciana Gomes estava no abrigo instalado no Parque de Exposições Marechal Castelo Branco, pois a enchente que atingiu o Rio Acre, em Rio Branco, afetara a residência. “Perdi muita coisa. É muito triste viver ali sabendo que posso perder minhas coisas todo ano”, conta.

Agora beneficiada com uma unidade habitacional no loteamento Rui Lino, Luciana fala sobre a felicidade de sair direto do abrigo para a casa nova. “É uma maravilha. Eu estou muito emocionada. Sair daqui para minha casa é o que eu mais esperava na vida”, diz.

Novas entregas

Segundo do secretário de Habitação, Jamyl Asfury, as residências entregues neste momento são prioritariamente destinadas aos familiares que moram em área de risco e já estavam inscritas no processo de sorteio.

“Devido à enchente, aceleramos os procedimentos burocráticos para que algumas famílias que estão desabrigadas ou desalojadas possam finalmente se mudar”, explica.

O governo dispõe de 966 casas aptas a serem entregues neste momento em diversos empreendimentos. São 432 na Cidade do Povo, 423 no Rui Lino, 100 no Cabreúva e 11 residências remanescentes no Abunã.

 

Assuntos desta notícia