Instituições de ensino particular suspendem aulas até sábado

 Para contribuir com a situação de alunos e funcionários que estão desabrigados, as instituições de ensino privado de Rio Branco suspenderam as aulas até o próximo sábado, 7.

Entre as escolas e faculdades suspensas, estão os colégios Meta, Sigma, Alternativo, Primeiro Passo/Anglo, Vitória, Águias do Saber, Lato Sensu, Max, AME, Adventista, Sesi, Sesc e Senai, incluindo as universidades Uninorte, Faao, Fameta, Instituto Federal do Acre (Ifac) e Universidade Federal do Acre (Ufac).

A rede estadual de ensino também suspendeu as aulas na capital e nas cidades de Brasileia, Cruzeiro do Sul, Epitaciolândia e Xapuri, medida que abrange mais de 70 mil alunos em cidades que foram totalmente alagadas ou em localidades com acesso dificultado pela água.

A medida ajuda não apenas as pessoas ligadas diretamente a elas, mas contribui também com toda a população, diminuindo o fluxo do trânsito na capital, prejudicado pela alagação que aumenta a cada dia no Estado e já atingiu parte do centro de Rio Branco. Nesta terça-feira, 3, o nível do Rio Acre atingiu 18,11 metros, sendo a primeira vez na história de Rio Branco que ele supera os 18 metros.

Marco Brandão, titular da Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), agradece a compreensão das instituições de ensino particular e dos pais dos alunos neste momento de dificuldade. “O Acre enfrente uma situação na qual a união de todos faz a diferença. É preciso compreensão e auxílio da população para reverter esse quadro de calamidade”, explicou.

Assuntos desta notícia