Idosa tem benefícios extraviados pela filha e MP/AC confisca cartão e intervém junto a INSS

Marciolina de Lima está abrigada no Parque de Exposições
Marciolina de Lima está abrigada no Parque de Exposições

Chegou ao conhecimento do Ministério Público do Acre (MP/AC) que a senhora Marciolina Cassimiro de Lima, 93 anos, abrigada no Parque de Exposições Marechal Castelo Branco por conta da enchente do Rio Acre, em Rio Branco, estaria tendo o seu benefício social extraviado pela filha. Dona Marciolina é soldada da borracha e, há cinco anos, os recursos do benefício dela eram usados indevidamente pela filha, portadora dos respectivos cartão e senha.

O Grupo Especial do MP/AC de Apoio e Atuação para Prevenção e Resposta a Situações de Emergência ou Estado de Calamidade devido à ocorrência de Desastres (GPRD), que possui uma base de atendimento no abrigo, entrou em ação, promovendo articulações para que uma nova procuração fosse emitida, dando plenos poderes a outro filho, o senhor Osvaldo Farias, 68 anos, que mora com a vítima, como seu legítimo procurador.

A equipe do GPRD já confiscou o cartão e a senha, que estavam na Vila do Incra, na casa da filha da vítima.

“Há muito tempo, minha mãe pelejava para eu pegar esse cartão, mas para não dar confusão entre parentes, eu evitava”, explica Farias.

Dona Marciolina sofre de dificuldades de locomoção e deficiência visual. O supervisor-geral da Unidade de Saúde do Abrigo, Marcelo Alves, se comprometeu a deliberar um médico para expedir um novo laudo, atestando as limitações e incapacidades dela. O laudo será anexado à procuração e apresentado ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), para que proceda com a autorização para o banco emitir uma nova senha para a vítima. (Agência MP/AC)

Assuntos desta notícia