Estudantes de Medicina da Ufac ganham prêmio em humanização da saúde

Representantes da Ufac na Assembleia Geral da IFMSA. (Foto: Ascom Ufac)
Representantes da Ufac na Assembleia Geral da IFMSA. (Foto: Ascom Ufac)

Entre os dias 17 e 21 de abril, estudantes do curso de Medicina representaram a Universidade Federal do Acre (Ufac) na 47ª Assembleia Geral da International Federationof Medical StudentsAssociation (IFMSA), realizada em Vila Velha, capital do Espírito Santo.

Durante o evento que reuniu mais de 200 estudantes de Medicina, o Comitê Local Ufac da IFMSA acabou premiado por desenvolver a segunda melhor atividade estudantil de humanização da saúde do país, ao apresentar o projeto “PsiquiArte”, desenvolvido em outubro do ano passado.

“Concorremos com projetos de 55 outras universidades do Brasil. Foi uma grande surpresa notar como, mesmo despretensiosamente, conseguimos impressionar ao tratar um tema que é alvo de tanto preconceito”, avalia a estudante do 5º período de Medicina, Thaiza da Silva.

O trabalho foi fruto de uma parceria do Comitê Local Ufac da IFMSA com o projeto Arte de Ser, que desenvolve atividades artísticas regulares desde 2009, com pacientes do Hospital de Saúde Mental do Acre (Hosmac). Durante três semanas, os estudantes mantiveram contato com os pacientes, propondo e participando da confecção de telas de pintura. O material foi exposto no hall da Biblioteca Central da Ufac durante uma semana.

“No último dia da exposição também realizamos um workshop com o psicólogo que coordena o projeto, o doutor Fabiano Carvalho. Disponibilizamos material para produção artística, simulando as oficinas que são desenvolvidas com os pacientes. Foi interessante notar como temos tantas amarras na hora de nos expressamos”, revela Kathiane Samara Padovani, também estudante do 5º período.

Estudante do 3º período, Mateus Reggiani destaca o desdobramento positivo da ação desenvolvida pelo grupo do IFMSA no Acre. “As ações do Comitê Local Ufac são independentes e vinculadas diretamente à IFMSA, mas a aproximação deu tão certo que o Arte de Ser vai ter uma participação como projeto de extensão da universidade neste ano. Esse exemplo acaba nos motivando a continuar com outros projetos, mas sem descartar a possibilidade de retomar uma boa ideia como essa”, comemora.

“Aqui no Estado, o Comitê Local Ufac realiza, por ano, de 10 a 15 projetos de atendimento ao público. Essa não é a primeira vez que somos premiados em uma AG. Em 2011, nosso comitê ficou em primeiro lugar com o projeto de atendimento à penitenciária”, destaca TomitaNicacio, estudante do 3º período de Medicina. (Ascom Ufac)

Assuntos desta notícia