Comissão de Serviço Público da Aleac debate reivindicação de policiais civis

Deputado se reuniram com a secretária Sawana Carvalho. (Foto: Agencia Aleac)
Deputado se reuniram com a secretária Sawana Carvalho. (Foto: Agencia Aleac)

Os deputados que compõem a Comissão de Serviço Público, Trabalho e Municipalismo da Assembleia Legislativa (Aleac) reuniram-se com a secretária de Gestão Administrativa, Sawana Carvalho. Eles trataram sobre as reivindicações do Sindicato dos Policiais Civis do Acre, durante manifesto no parlamento estadual. Entre os assuntos abordados estavam o PCCR da categoria, bem como a convocação de novos agentes.

Quanto às reivindicações, a secretária afirmou que já estão em análise. Ela destacou que as promoções, um dos itens mais questionado pelos policiais, já estão asseguradas.

“Já estamos avaliando a demanda que nos foi trazida. Há um total de 86 promoções, 35 para servidores aposentados, que somam R$ 138.000,00, e 51 para ativos, que totalizam R$ 321.844,51 asseguradas”.

A presidente da comissão, deputada Juliana Rodrigues (PRB), classificou a reunião como positiva. A parlamentar comemorou o fato das reivindicações terem sido atendidas pela Secretaria de Gestão Administrativa (SGA).

“A secretária Sawana nos atendeu muito bem e mostrou que as principais questões levantadas pela categoria já foram asseguradas. Estamos satisfeitos com o resultado. Continuaremos acompanhando de perto essas negociações”, disse Juliana Rodrigues.

O líder do governo na Aleac, deputado Daniel Zen (PT), também presente na reunião, voltou a destacar o compromisso do governador com a categoria. Segundo ele, quanto às reivindicações dos policiais civis, Tião Viana buscou resolver da melhor forma e de maneira que atenda os interesses dos servidores.

“Os principais pontos reivindicados pelos policiais civis foram atendidos. O governo autorizou a contratação de novos policiais e já anunciou um novo concurso para a categoria. Quem ganha com isso são os policiais civis e a sociedade, que vai dispor de mais agentes para garantir a Segurança Pública”, frisou.

Assuntos desta notícia