Pular para o conteúdo

Arraial Cultural abre festejos juninos no dia 25 deste mês

 Queima de fogos, o tradicional Concurso Estadual de Quadrilhas, a escolha da Rainha Caipira e os shows com artistas e grupos regionais fazem parte da programação oficial da décima sétima edição do Arraial Cultural. O evento será aberto no dia 25 deste mês, na Expoacre, no espaço do estacionamento do Rotary, e se estende até 3 de agosto. A entrada é franca.

A cidade cenográfica será montada seguindo o tema “Arraial Cultural na Feira da Produção. É São João na Exposição”. Barracas de alimentação, das tradições, das brincadeiras tradicionais, o palco saudades do seringal e outras novidades irão compor o espaço.



O Arraial Cultural é uma iniciativa do governo do Estado, por meio da Fundação Elias Mansour (FEM), com o apoio da prefeitura de Rio Branco e da Liga de Quadrilhas Juninas do Acre (Liquajac).

“O arraial será num espaço um pouco menor, e nós estamos fazendo junto com a Expoacre para somarmos esforços, mas ele não perderá o brilho, a alegria, a festa. Teremos  atividades com crianças de quadrilhas, vamos receber a terceira idade, as quadrilhas convidadas e muitas outras atrações”, disse a presidente da FEM, Karla Martins.

O arraial já possui sua marca no calendário artístico-cultural do Acre. “Sabemos que o público prestigia como um evento da família acreana que valoriza as tradições populares. Temos certeza de que será um sucesso”, comentou a presidente da FEM.

Toda a concepção cenográfica está sendo elaborada para interagir com o público e criar uma identidade, como um projeto de valorização das culturas populares no Acre.

Concurso de quadrilhas

O evento que representa o fortalecimento do movimento de cultura popular terá o tradicional Concurso Estadual de Quadrilhas, com a participação de grupos dos municípios.

Para o presidente da Liquajac, Cimar dos Santos, o concurso de quadrilhas é uma das maiores atrações do arraial. “O público prestigia em peso, interage e aplaude as apresentações das quadrilhas. Esse é um reconhecimento para os quadrilheiros que se preparam durante seis meses confeccionando suas roupas e adereços, ensaiando o casamento para apresentarem o melhor da cultura popular junina. Nessa edição do arraial não será diferente“, comentou o presidente da Liquajac.

error: Conteúdo protegido!!!