Pular para o conteúdo

Instituto Lula é alvo de ataque à bomba em São Paulo

O instituto criado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na zona sul de São Paulo, foi alvo de uma bomba, provavelmente caseira, na noite da última quinta-feira, 30. Segundo nota divulgada na manhã de sexta-feira, 31, não havia ninguém na sede no momento do ataque.

De acordo com o diretor Instituto, um pequeno grupo se manifestou contra o presidente Lula na tarde da última quinta-feira em frente à sede. Eles suspeitam que um dos manifestantes possa ser um dos responsáveis pelo ato.



O ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, repudiou o ataque. Ele defendeu a apuração imediata para identificação e punição dos responsáveis.

“O ataque ao Instituto Lula é uma agressão à nossa democracia. O Brasil tem um histórico de diálogo pacífico e rejeição a atos violentos, que esperamos que continue e seja ampliado. Minha solidariedade ao ex-presidente Lula e toda sua equipe de trabalho”, concluiu Rossetto.

Este é o terceiro ataque a bomba contra prédios ligados ao PT neste ano. Há quatro meses, o diretório regional do PT em São Paulo foi alvo de um ataque semelhante. Uma bomba de fabricação caseira, atirada também de dentro de um carro durante a madrugada, destruiu parte da porta principal de acesso ao escritório, móveis e documentos.

Dias antes, a sede do partido em Jundiaí, cidade do interior de São Paulo, havia sido danificada após um artefato ser atirado contra o local. Cortinas, documentos e móveis foram queimados. A ocorrência também não deixou feridos.

 

error: Conteúdo protegido!!!