Pular para o conteúdo

Perpétua repudia matéria que cita seu nome em esquema de subfaturamento

 A ex-deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) comentou sobre a reportagem da revista “IstoÉ” que aponta a parlamentar, bem como seu partido, como possíveis beneficiados em esquema de pagamento subfaturado de material gráfico da campanha de reeleição da atual presidente.

Em nota, Perpétua repudia o que ela classifica como uma ‘matéria absurda’, onde a revista tenta colocar dúvidas quanto à doação de santinhos feita pelo Comitê de Campanha da presidente Dilma.



“O povo do Acre me conhece e vai entender a minha indignação e a minha necessidade de esclarecer e repudiar a absurda matéria da Revista IstoÉ, que tenta criminalizar uma simples doação de santinhos para minha campanha ao Senado pelo Comitê de Campanha da presidente Dilma”.

Ela lembra que seu concorrente na disputa ao senado apresentou durante a campanha, recurso superior aos dela.

“Todos sabem que disputei o Senado contra uma das campanhas mais caras e luxuosas do Brasil, com gritante desequilíbrio financeiro entre a minha campanha e a do candidato vitorioso”, disse.

Perpétua alega ainda que as contas de sua campanha foram aprovadas pela Justiça Federal, e que apesar de derrotada no pleito, sua identidade e coragem se mantém.

“Como era meu dever, respeitei as regras das eleições, aceitei o resultado com humildade e prestei contas à Justiça Eleitoral, que aprovou integralmente as contas de minha campanha. Perdi uma eleição, mas não perdi minha identidade e nem a coragem de defender o que acredito. Não aceito essa tentativa de envolver o meu nome na podridão dos escândalos que sempre ajudei a combater”.

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O povo do Acre me conhece e vai entender a minha indignação e a minha necessidade de esclarecer e repudiar a absurda matéria da Revista IstoÉ, que tenta criminalizar uma simples doação de santinhos para minha campanha ao Senado pelo Comitê de Campanha da presidente Dilma.

Tão lamentável quanto a falsidade da notícia da IstoÉ, fica sendo a forma como alguns segmentos da imprensa repercutem a matéria no Acre, onde todos sabem que disputei o Senado contra uma das campanhas mais caras e luxuosas do Brasil, com gritante desequilíbrio financeiro entre a minha campanha e a do candidato vitorioso.

Como era meu dever, respeitei as regras das eleições, aceitei o resultado com humildade e prestei contas à Justiça Eleitoral, que aprovou integralmente as contas de minha campanha.

Em três mandatos de deputada federal e também como vereadora de Rio Branco, trabalhei honestamente, lutei junto com o povo e procurei honrar o nome do Acre. Perdi uma eleição, mas não perdi minha identidade e nem a coragem de defender o que acredito. Não aceito essa tentativa de envolver o meu nome na podridão dos escândalos que sempre ajudei a combater.

Perpétua Almeida

 

error: Conteúdo protegido!!!