Pular para o conteúdo

Agricultor mata irmão durante caça ao confundi-lo com um animal

 Uma caça em família acabou em morte na última terça-feira, 4. A tragédia aconteceu à margem de um igarapé na comunidade rural de São João, localizada na BR-364, no município de Cruzeiro do Sul, Vale do Juruá. O agricultor João Basílio de Souza atirou em seu irmão ao confundi-lo com animal silvestre.

“Meu primo e eu saímos para caçar, quando encontrei com meu irmão. Ele chamou a gente para ir caçar com ele, mas eu disse que já estava tudo certo para a gente ir para outro local fazer a caçada também. Ele disse então, que ia para a mata, dormir por lá e depois ia seguir. E então a gente ficou se arrumando e ele pegou o caminho e foi na nossa frente”, relata.



João e o primo seguiram viagem e algum tempo depois o jovem disse ter visto um vulto. Acreditando ser um animal silvestre o caçador posicionou a espingarda e efetuou um disparo. Após efetuar o tiro o jovem ouviu um grito de socorro e percebeu que teria atingido uma pessoa. Ao correr em direção do disparo viu o irmão José agonizando com um tiro nas costas.

“Olhei para um lado e vi uma árvore com frutas no chão, de repente escutei um barulho do meu lado esquerdo. Acho que meu irmão estava querendo fazer uma brincadeira, tentando assustar a gente. Assobiei e como ninguém respondeu, pensei que tinha bicho ali. Meu primo estava a uns três metros longe de mim. Então, quando atirei ouvi alguém me chamando, ali eu vi que não tinha atirado em animal, mas sim em gente. No segundo chamado por socorro, vi que tinha atirado no meu irmão”, diz entre lágrimas.

João e o primo contaram à polícia que tentaram reanimar José e o transportaram em uma rede até um local onde pediram ajuda, mas o agricultor não resistiu e morreu. João Basílio em estado de choque se apresentou na Delegacia de polícia civil de Cruzeiro do Sul.

1 - Agricultor mata irmão durante caça ao confundi-lo com um animal

error: Conteúdo protegido!!!