Pular para o conteúdo

Desembargador suspende decisão de soltura do ex-coronel Hildebrando Pascoal

O desembargador do Tribunal de Justiça do Acre, Roberto Barros acatou o mandado de segurança do Ministério Público do Acre e cassou a decisão da juíza da Vara de Execuções Penais, Luana Campos, que concedia a progressão para o regime semiaberto para o ex-coronel da Polícia Militar Hildebrando Pascol, preso há 16 anos, acusado de chefia o esquadrão da morte no Acre.

Segundo informações da assessoria de comunicação do TJ, o mandado de segurança foi encaminhado durante a noite de terça-feira (4). O desembargador que estava no plantão era Roberto Barros, que decidiu por acatar o pedido do Ministério Público do Acre para Hildebrando Pascoal não deixar o presídio para cumprir o restante de sua pena no regime semiaberto.



A assessoria de comunicação do TJ afirma que a decisão não é da corte do TJ Acre, mas “uma decisão isolada do desembargador Roberto Barros, que recebeu o mandado de segurança do MP durante o plantão. É um entendimento particular do magistrado que decidiu conceder o mandado de segurança do MP no sentido de cassar a decisão da Juíza Luana Campos”. (Ac24horas.com)

error: Conteúdo protegido!!!