Pular para o conteúdo

Morador é autuado após tentar vender casa popular na internet

Caso seja comprovado o crime, o morador pode perder  imóvel. (Foto: Divulgação)
Caso seja comprovado o crime, o morador pode perder imóvel. (Foto: Divulgação)

Um morador do Conjunto Habitacional Cidade do Povo, cujo nome não foi identificado, foi ouvido pela polícia na manhã de quarta-feira, 12. Ele é suspeito de tentar vender sua residência em uma página na internet de compra e venda de imóveis.

De acordo com a Secretaria de Habitação do Acre (Sehab), ao assinarem os contratos para aquisição das casas do programa ‘Minha Casa Minha Vida’, do Governo Federal, os beneficiados são informados que a venda, troca ou empréstimo das casas é proibida.



O delegado Rafael Pimentel, responsável pela unidade policial no local, informou que uma fiscalização foi realizada na manhã de quarta-feira, 12, em conjunto com a Polícia Militar e uma equipe da Sehab. Na ocasião, o morador foi ouvido e afirmou que não estava ciente sobre a venda do imóvel.

“O objetivo maior é coibir esse tipo de conduta, comportamento e atitudes, para que de fato não aconteçam novamente aqui no bairro. Como não chegou a concretizar a venda, vai ser feita uma autuação e um acompanhamento, tanto por parte da Sehab, como pela polícia. O morador disse que não sabia que a casa tinha sido posta à venda, pois não foi ele quem fez, e que ele não pretende sair dali”, esclareceu.

Caso seja comprovado que o morador sabia da venda da residência, ele poderá perder o imóvel. “Se ele não estiver precisando, nós vamos recolher essa casa, de forma administrativa – através de rescisão de contrato – ou judicialmente, e dar para quem realmente precisa”, disse o secretário Jamyl Asfury.

error: Conteúdo protegido!!!