Pular para o conteúdo

Operação Saturação prende 12 pessoas em uma noite na Capital

O 2º, 3º e 4º batalhões da Polícia Militar deflagraram a Operação Saturação em Rio Branco na noite da última terça-feira, 8. E o resultado foi a prisão e apreensão de 12 pessoas, além de armas tiradas da circulação de criminosos e objetos roubados recuperados.

No Ramal Bom Jesus, bairro Vila Acre, foram presos os jovens Scheillber Gomes Rodrigues, 20 anos, Gabriel de Lima Silva, 20 anos, Magno do Nascimento de Freitas, 26 anos, Aleanderson B. D., 18 anos, e mais dois adolescentes de 17 e de 16 anos. Os policiais do 2º Batalhão acharam com eles uma moto roubada, duas armas de fogo calibres 22 e 38 (ambas municiadas), vários celulares, um som de carro e um aparelho de DVD. Os quatro adultos e os dois menores de idade vão responder por assalto e por receptação de produtos roubados/furtados.



Outra moto roubada foi localizada em uma casa no bairro Conquista, após denúncia anônima. Policiais do 4º Batalhão foram averiguar a informação e acharam a moto no local, junto de mais 5 pessoas, quatro adultos e um menor de idade. Também encontraram mais 2 armas de fogo calibre 32 (municiadas), dois relógios, dinheiro, carteiras e jóias, além de 7 celulares.

Foram presos na casa: Marison Queiros da Silva, 27 anos, Diego Alberdan Martins de Souza, 27 anos, Gilvan Pereira Vieira, 21 anos, Josicleber Nunes da Silva e um adolescente de 17 anos.

Trio é preso com duas armas de fogo, celulares e dinheiro
Orcilandio da Silva e Silva, 27 anos, Anderson Nascimento de Sousa, 24 anos, e Aldair Lima da Silva, 21 anos, foram presos na noite de terça-feira, 8, no Loteamento Praia do Amapá, bairro Taquari.

De acordo com relatório da Polícia Militar, uma guarnição do 2º Batalhão fazia patrulha quando suspeitou do trio, que trafegava de carro.

Ao serem abordados, os militares solicitaram que um dos suspeitos desbloqueasse um celular que ele alegou ser de sua propriedade, só que o homem alegou não saber a senha.

A desconfiança dos militares aumentou quando apareceu a foto de uma mulher segurando uma arma de fogo, já em outro celular.

Os três suspeitos foram conduzidos até suas casas, no bairro Bom Jesus, onde a polícia apreendeu duas armas de fogo (revólveres calibre 38, municiados), 9 aparelhos celulares, 9 relógios e R$ 329,00 em dinheiro.

O trio foi conduzido à Defla para esclarecer a procedência dos celulares e dos relógios. Além disso, foram indiciados por posse de arma de fogo. (Lenilda Cavalcante)

Dupla é presa portando arma de fogo
Marisson Jhonny de Lima, 20 anos, e João Clécio  Monteiro dos Santos, 21 anos, também foram presos na operação na noite de terça-feira, 8, por policiais militares do 3º Batalhão. Eles são acusados de portar arma de fogo em via pública.

De acordo com a polícia, a guarnição do 3º BPM realizava patrulha na Rua Rio Grande do Sul, quando se deparou com a dupla, que trafegava em uma moto.

Ao avistarem a guarnição, o carona teria jogado algo em um matagal e daí eles fugiram.

Parte da equipe da PM saiu em perseguição aos suspeitos, enquanto outros policiais entraram no matagal em busca de descobrir o que a dupla teria tentado se livrar.

A princípio, os policiais acreditavam ser drogas, mas dentro do matagal encontraram um revólver calibre 38, municiado.

Presos, Marisson e João foram encaminhados à Delegacia de Flagrantes, para as devidas providências.

error: Conteúdo protegido!!!