Para facilitar diagnóstico precoce, Ministério libera R$ 28 mil para testes rápidos de gravidez no Acre

 Por meio do Sistema único de saúde (SUS), o Ministério da Saúde (MS) liberou R$ 28 mil para custear os testes rápidos de gravidez no Acre. A ação visa facilitar o diagnóstico precoce, que também ajuda a detectar ou descartar a presença do zika vírus. Em todo o país, estão sendo repassados mais de R$ 4 milhões.

“O teste pode ser realizado dentro ou fora da unidade de saúde e, caso a pessoa deseje, um profissional poderá ajudar. O objetivo é respeitar o direito de autonomia e sigilo da mulher, além de fornecer a ela todas as orientações e apoio necessários antes e depois do teste”, explicou a coordenadora Geral de Saúde das Mulheres do MS, Maria Esther Vilela.

O teste rápido está disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde do país. Com o resultado do teste os médicos podem detectar precocemente para começar o pré-natal em tempo adequado. Além disso, é possível identificar gravidez de risco, situações de exposição a infecções sexualmente transmissíveis como HIV e hepatites.

Com o número de casos de zika vírus e microcefalia em todo o Brasil, o Ministério destaca a importância do diagnóstico precoce de gravidez. Durante o pré-natal é oferecido todos os exames, vacinas e acompanhamentos necessários para uma boa gestação.

“Iniciar o pré-natal no primeiro trimestre da gestação, de preferência até a 12ª semana, é fundamental para identificar os fatores de risco para favorecer as ações e intervenções adequadas que evitam complicações e protegem a saúde da mulher e da criança neste momento”, destacou o Secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Alberto Beltrame.

 

Assuntos desta notícia