Coluna do Theodoro: Lançamento da Natuzzi Re-vive

Lançamento da Natuzzi Re-vive
Flashes do Coquetel de lançamento da Nova Galeria Natuzzi Re-vive em Rio Branco, promovido pela Interespaço (Simonetto Rio Branco), com a presença do Rodrigo Manzoni, gerente de produto da Natuzzi.

Dentre os convidados, clientes, arquitetos e parceiros tiveram a oportunidade de conhecer a Natuzzi Re-vive, a primeira poltrona de alta performance do mundo. Um produto global desenhado e desenvolvido pelo Grupo Natuzzi, líder mundial em estofados de couro, em colaboração com o Formway Design Studio da Nova Zelândia, e agora disponível ao consumidor acreano com exclusividade na  loja Interespaço (Simonetto Rio Branco).

A força, flexibilidade e movimento multidimensional da natureza são elementos inspiradores do projeto Re-vive para criar a cadeira perfeita, capaz de distribuir o peso do corpo humano e permitir que você possa equilibrá-lo em uma posição neutra. A Re-vive está disponível em dois tamanhos e em uma infinidade de combinações diferentes, incluindo opções de couro e personalização de cor em sua base e estrutura, nos estilos: Tailored,

Casual, Club, Quilted, Suit e Lounge. Vá conhecer!
theodoro foto 1 (2) theodoro foto 2 (2)jp theodoro foto 3 theodoro foto 4 (2) theodoro foto 5 theodoro foto 6 theodoro foto 8 theodoror foto 7

Morte na floresta
Passados 28 anos da morte violenta de Chico Mendes, o Brasil voltou a ocupar a primeira página do ‘Washington Post’ com a denúncia da ONG Global Witness, de que 157 ambientalistas foram assassinados aqui, entre 2010 e 2014 – recorde no planeta. Em 2º lugar está Honduras, com 103 mortes de defensores do meio ambiente no período. As maiores vítimas em nosso País foram os indígenas e 90% dos criminosos saíram impunes.
 
Caça as bruxas
O PT discute a retirada de todos os secretários nos governos de grandes capitais, onde vigorar a coalizão com o PMDB. É a política do ‘vento que venta cá, venta lá’.

 O mito sofre!
A situação do ex-presidente Lula está judicialmente ‘muito complicada’. Foi o que o ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, relator da Lava Jato, confidenciou a pessoas próximas. Não só por conta do tríplex do Guarujá e do sítio em Atibaia. Mas também porque os investigadores estão puxando o fio da meada nas contratações de palestras de Lula por meio da L.I.L.S. Em outra frente, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, está magoado com o petista pelos impropérios flagrados em grampo.

Vitrine
Advogados do PT viram no pedido público de ‘escusas’ de Moro um ato inteligente e não um movimento cínico. Acham que o juiz fez isso para se antecipar a uma eventual condenação do CNJ, que pode variar entre uma reprimenda até a aposentadoria compulsória. Apesar de ser muito remota a chance de Moro ser afastado da magistratura, políticos de Brasília calculam que, se isso acontecer, ele sairá da atividade de juiz direto para o Palácio do Planalto, como vítima de um “golpe”, para usar a palavra do momento.

Assuntos desta notícia