Gazetinhas 19/04/16

* Ufa!
* Entre mortos, feridos e enlutados, sobrevivemos…
* E olha que não foi fácil, diante da arena de vale-tudo em que se transformou a Câmara Federal, na tarde do último domingo.
* Não fosse o bom humor e a esperança, que, entre o povo brasileiro, não acabam nunca, o cenário da guerra que tomou conta do país seria devastador.
* E haja criatividade pra afogar as mágoas da crise, viu!
* A galera dos memes que o diga…
* Foi cada um ó!
* Ririri.
* Cunha, Sibá, Tiririca…
* A verdade é que, entre figuras caricatas e apresentações cômicas ou hipócritas, a votação de domingo escancarou tão somente a cara do Congresso Nacional;
* O retrato da nossa pobreza e incompetência política.
* Também a certeza de que, com ou sem impeachment, perdemos todos…
* E o pior:
* Estamos muito, muito longe de um futuro diferente para as próximas gerações.
* Enfim…
* Por aqui, conta-se que o clima era mesmo de “luto”, nos corredores da Casa Rosada e dos órgãos públicos municipal e estadual.
* Governador Tião Viana é um dos mais inconformados…
* E, embora a militância da FPA insista em anunciar que não se abaterá diante desta primeira (e grande) derrota, é inegável que os próximos meses serão de muita instabilidade para o PT do Acre e do Brasil.
* Diante da reviravolta no cenário, empresários acreanos tem se reunido na Acisa para avaliar os impactos, para o Estado, de uma possível mudança de partido no Governo Federal.
* Apesar de a maioria concordar que foram poucas as contribuições da presidente petista para o Acre, existe a preocupação, compreensível, do que virá pela frente, nos próximos quase dois anos, caso o vice-presidente Michel Temer assuma o poder.
* No último encontro, um interlocutor de Temer já teria, inclusive, mandado o recado de que o Acre “não será esquecido”, caso haja a mudança no governo.
* Tudo por conta da estreita relação do vice-presidente com o deputado federal Flaviano Melo.
* Huuum.
* Será mesmo?
* Vamos acompanhar.
* Enquanto isso, a H1N1 vai chegando, sorrateira, na Capital…
* E, ao lado da zika, é um dos grandes motivos de preocupação de muitas mães e grávidas responsáveis e atentas.
* Nesta segunda-feira, a Sesacre divulgou a existência de seis casos suspeitos da gripe H1N1 no Acre;
* Cinco, em Rio Branco, e um, em Acrelândia.
* Os exames para confirmação ficarão prontos em 45 dias.
* Lembrando que a campanha de vacinação já começou e segue até o dia 20 de maio.
* Não dá pra vacilar, minha gente…

Assuntos desta notícia