Novo Boletim Epidemiológico aponta 23 casos de microcefalia em investigação

 O Departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) divulgou a 11ª edição do boletim que contabiliza os casos de dengue, febre chikungunya e Zika vírus, doenças causadas pelo Aedes Aegypti. O informe aponta que dos 6.048 casos suspeitos de dengue, apenas 336 foram confirmados.

Além disso, outros 2.492 continuam em investigação ou aguardando resultado laboratorial. As suspeitas de chikungunya contabilizam 559 casos. No mesmo período em 2015, os quatro casos registrados foram todos na Capital.

O boletim também registra 42 notificações de Zika vírus sendo investigados. O laboratório de referência para os casos no Acre é o Instituto Evandro Chagas (IEC) e pelo laboratório Central de Saúde Pública.

Segundo a Sesacre, 15 já foram descartados, 13 foram confirmados pelo laboratório de referência Instituto Evandro Chagas e um foi confirmado pelo laboratório Labco Noûs.

Quanto aos números de microcefalia, dos 35 casos residentes no Acre, 12 casos foram descartados por investigação clínica-epidemiológica e/ou laboratorial e 23 estão sob investigação.

Dos casos descartados, oito são de Rio Branco, um do Jordão, um de Feijó, um de Tarauacá e um de Cruzeiro do Sul. Não foram notificados no Estado casos de alterações do sistema nervoso central (SNC).

 

Assuntos desta notícia