Gazetinhas 10/03/2017

*Sai da frente…

*É briga de cachorro grande!

*E pegou fogo, ontem, o imbróglio entre a conselheira do TCE Naluh Gouveia e o governador Tião Viana a respeito das contratações e concursos públicos anunciados, este ano, pelo Governo do Acre.

*Até tu, Naluh?!

*Eita, que este mundo dá muitas voltas…

*Na tarde de ontem, a PGE conseguiu derrubar a medida cautelar da conselheira do TCE que determinava a suspensão do concurso da PM e proibia a realização de novos concursos.

*E agora a decisão segue para votação no pleno do TJ.

*O desembargador Pedro Ranzi entendeu que o TCE extrapolou a competência “quando a míngua de qualquer manifestação da Assembleia Legislativa” determinou que o governo se abstenha de convocar e abrir concurso público.

*E considerou “o fundado receio de dano irreparável ou de difícil reparação… haja vista a possibilidade da paralisação ou má prestação dos serviços de educação, saúde e segurança em todo o Estado”.

*De antemão, a secretaria de Comunicação do governo garantiu que o concurso da Polícia Civil será mantido;

*Que o edital deve ser lançado na próxima segunda-feira;

*E que as convocações do concurso da PM também seguirão conforme o previsto.

*Então tá.

*O problema, dizem as boas línguas, é que conhecendo a personalidade da conselheira (e ex-petista) Naluh Gouveia, sabe-se que a história não acabará por aí.

*É que a boa Naluh de guerra está convencida de que o governo ultrapassou o limite de gastos com servidores, previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal…

*E que, caso não haja a intervenção do TCE com esta e outras medidas cautelares, o Acre pode sofrer com um futuro colapso nas contas públicas.

*“É importante que a população e os servidores entendam – e eu sei que é muito difícil compreender em uma crise horrorosa dessa – que essas medidas são as mesmas que estamos fazendo para os prefeitos”, argumentou ela.

*E alertou:

*“Se a gente não fizer essas situações, que, infelizmente, cabem ao TCE, pode acontecer de o Estado não pagar os servidores”.

*É… Tem que ver direitinho isso aí.

*Mais um deputado federal acreano se posicionou contra a Reforma da Previdência, que será votada nos próximos dias, em Brasília.

*O republicano Alan Rick garantiu que não votará a favor da PEC se não forem feitas as mudanças que garantam que o trabalhador brasileiro não será prejudicado.

*Bom, muito bom, deputado.

*A incógnita agora continua sendo o voto do senador Gladson Cameli, que não se manifestou publicamente sobre o assunto.

*De olhos bem abertos, vamos acompanhar.

Assuntos desta notícia