Celso Jerônimo toma posse no cargo de procurador de Justiça

O Ministério Público do Estado (MP/AC) empossou, nesta segunda-feira, 13, em sessão solene do Colégio de Procuradores, o promotor Celso Jerônimo de Souza no cargo de procurador de Justiça. A cerimônia foi prestigiada por membros e servidores do MP/AC, familiares do empossado e autoridades convidadas.

Após a prestação de compromisso regimental e a leitura do termo de posse, Celso Jerônimo recebeu a carteira funcional de procurador de Justiça e a Medalha do Ministério Público. No discurso, relembrou sua trajetória no Ministério Público do Acre, que iniciou em janeiro de 1997, agradeceu aos amigos, familiares e servidores de sua equipe.

“Farei o meu melhor no exercício do cargo ora investido, tendo consciência da sua importância e nobreza, procurando honrar, dignificar e corresponder em plenitude à missão conferida ao Ministério Público, servindo da melhor maneira possível ao seu destinatário, a sociedade”, disse.

No dia 16 de fevereiro, Celso Jerônimo de Souza foi promovido ao cargo de procurador de Justiça por merecimento durante sessão ordinária do Conselho Superior.

O merecimento nas remoções e promoções é aferido conforme desempenho e critérios objetivos de produtividade e presteza no exercício das funções ministeriais, entre outros. Também são avaliados, por exemplo, a conduta do membro do Ministério Público na sua vida pública e particular e o conceito de que goza na comarca, sua participação em projetos de planejamento estratégico.

Posse acrescenta valor à Instituição, diz procurador-geral

O procurador-geral de Justiça Oswaldo D’Albuquerque iniciou seu discurso com trechos da músicaAmigo, de Roberto Carlos e Erasmo Carlos, para homenagear o empossado e também falou da vida simples de Celso Jerônimo no interior de Minas Gerais e Paraná. Segundo ele, mais que amigo, o novo procurador era um parceiro de ideais.

“Somos alinhados ideologicamente e aqui, posso dizer, que somos do mesmo lado, lutamos pelas mesmas causas. Conseguimos, juntos, passar pelos processos de escolha para dirigir o Ministério Público do Acre em 2013 e 2015, de sorte que desde 2014, estamos aqui, tomando as decisões administrativas e gerenciais, para que tenhamos uma Instituição cada dia mais forte perante a sociedade”, disse.

Oswaldo D’Albuquerque também dividiu os êxitos de sua gestão com o secretário-geral do Ministério Público do Acre. Destacou a atualização da Lei Orgânica, as melhorias nas unidades ministeriais, a expansão do programa MP na Comunidade, entre outras, como a revisão do Planejamento Estratégico feita sem consultoria externa, tendo desenvolvido metodologia própria, reconhecida nacionalmente.

Para o procurador-geral, a posse de Celso Jerônimo acrescenta valor à Instituição. “As suas virtudes pessoais e a excelência das suas qualidades intelectuais serão de inegável valia para a atuação do MPAC no Segundo Grau de jurisdição, assim como agregará valor às atividades extrajudiciais afetas às Procuradorias de Justiça e aos Centros de Apoio Operacional”, acrescentou.

 

Assuntos desta notícia