Pular para o conteúdo

Gazetinhas – 04.01.2020

*Já vai embora o último disco voadorrrr!

*Assim o icônico Chaves resumiria a saída do coronel de reserva Lauro Ferreira de Melo do cargo de superintendente da Fundação Hospitalar do Acre (Fudhacre).

*Lauro era o último remanescente da leva de militares que assumiram a pasta da Saúde na gestão da secretária Mônica que tinha um monte de sobrenomes (Kannan, Machado, Feres).

*Formavam a chamada República dos coronéis de Brasília na Saúde acreana.

*Fazendo um balanço, fato é que esse militarismo na Saúde não foi legal.

*Acho que estou sendo até eufemista.

*Foi um verdadeiro fiasco.

*Assumiram em junho, com um cenário já adverso, bem criticado na área.

*Mas conseguiram deixar as coisas bem piores. As unidades ficaram caóticas, com demanda reprimida de cirurgias, escassez de insumos, remédios em falta, servidores insatisfeitos.

*Chegamos ao ponto de o próprio governador vir a público dizer que, se fosse preciso, iria “parar o Estado” para manter só a Saúde!

*Bem, o que posso dizer?

*Tchau, queridos!

*E agora é vida que segue.

*Todos esperamos que arranjem um bom gestor para melhorar as coisas na Fundhacre.

*Afinal de contas, trata-se do maior hospital de alta complexidade e especialidades do Acre.

*Mas agora vamos à realização de promessas para 2020.

*Minhas não, é claro.

*Aliás, eu sempre deixei bem claro que só cumpriria todas as minhas promessas se eu ganhasse na Mega da Virada, 10 anos consecutivos.

*É das promessas do governador Gladson Cameli que eu estou falando.

*Em entrevistas, Gladson avalia 2019 como um bom ano, produtivo.

*Mas o site de notícias G1 divulgou um estudo que mostra totalmente o contrário.

*De 64 promessas feitas em seu plano de governo e entrevistas, Cameli só teria cumprido, até agora, 4 delas (6,25%), enquanto outras 8 estariam em andamento (cumpridas em parte).

*Não sou um cara muito bom de matemática, mas acho que o nosso governador vai ter até um pouco de trabalho pela frente neste e nos próximos dois anos.

*Olha aí o eufemismo de novo!

*Se bem que ele sempre vai poder dizer que o PT cumpriu menos do que ele e, pronto, como num passe de mágica, fica tudo certo.

*Que uma das promessas a serem cumpridas seja na área de segurança pública.

*A ideia inicial, eu bem lembro, era devolver a sensação de segurança à população.

*Não importa se vai ser em 10 dias, ou em mais 3 anos, mas só façam.

*Poxa, ontem foram três execuções em 48 horas, outro dia tinham sido duas. De 2015 pra cá, já se tornaram corriqueiros fins de semana com várias mortes e assaltos a ônibus.  

*Que intensifiquem as ações integradas como essa Fecha Fronteiras que deflagraram ontem.

*Sem parar, sem interromper.

*Se persistiram com iniciativas assim, os resultados vão aparecer.

*Rum, e tenho dito!

*Interino: TIAGO MARTINELLO