Artilheiro do campeonato acreano se dedica a trabalho em frigorífico durante pandemia

O meio-campista do Atlético-AC, Ajaciel da Silva Moraes, 34 anos, mais conhecido como “Ciel”, vivia, até 19 de março, um dos melhores momentos da sua carreira no futebol. Com seis gols em seis jogos, média de 1 gol por partida, ele é o artilheiro do Campeonato Acreano. Tinha seu nome ovacionado a cada tento anotado pela torcida do Galo Carijó.

Mas, desde que a competição foi interrompida devido à pandemia do novo coronavírus, o atleta se empenha em outro ofício, o de auxiliar de inspeção em frigorífico.

Ciel não joga, mas tem se cuidado na alimentação e para não sair de forma nesse período de suspensão do campeonato (Foto: Divulgação)

Para a seção esportiva do Portal Metrópoles de Brasília, ele conta que sente falta do campo, mas tem preparado seu corpo e sua mente nesse período. Mantém a alimentação regrada e não descuida de se exercitar, até por questões de saúde.  De acordo com o jogador, a vida segue normal. Sua quarentena é só no futebol, 50% da rotina.

Sem previsão de retorno do campeonato, Ciel, que é natural do Maranhão, mas mora há anos no Acre, conta que a bola da vez é a dedicação exclusiva ao frigorífico. O campeonato acreano toma apenas 4 meses do calendário. Por isso, na maior parte do ano, Ciel já vive essa rotina mais de inspecionar a qualidade de carnes do que de fazer gols.

Mas diz que estará pronto quando a bola voltar a rolar pelo Acreanão.

Assuntos desta notícia