Em parceria, Mesa Brasil, PAA e Conab contemplam aquicultores

*De acordo com a coordenadora do programa Mesa Brasil no Sesc Acre, Marizete Melo, o apoio funciona com a compra da agricultura familiar e com posterior repasse às instituições.

 

O Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/AC, por meio do Mesa Brasil e em parceria com o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), vai ajudar ao menos nove aquicultores acreanos integrantes da Colônia de Pescadores e Aquicultores da Capital (Colpac) com a compra de peixes e distribuição à Central de Comercialização e Abastecimento da Capital (Ceasa), e a 19 entidades que atuam na diminuição da fome das famílias em situação de vulnerabilidade social. São pelo menos 5 toneladas de pescado provenientes da colaboração conjunta e ao menos 331 pessoas atendidas com a segurança alimentar e nutricional.

Ajuda será concedida a 19 entidades que atuam na diminuição da fome das famílias em situação de vulnerabilidade social (Foto: Ascom Fecomércio/AC)

De acordo com a coordenadora do programa Mesa Brasil no Sesc Acre, Marizete Melo, o apoio funciona com a compra da agricultura familiar e com posterior repasse às instituições e tem como principal objetivo ajudar ao pequeno aquicultor e, para tanto, serão recolhidos mil quilos semanalmente

“O Mesa Brasil tem parceiros sistemáticos, como o Conab e o PAA, e já trabalhamos com os hortifrutigranjeiros e, agora, estamos com os produtores de peixe. Além disso, ao receber os alimentos, o Sesc, por meio de um nutricionista, avalia todo o armazenamento. É de responsabilidade do produtor nos entregar os alimentos em boas condições, e fazemos o possível para manter esta qualidade”, afirma Marizete.

Segundo a assistente da superintendência do Conab, Carla Davanzo, é de suma importância que as entidades se solidarizem com o momento e disponibilizem recurso semelhantes que atendam aos pequenos produtores. “Não temos as feiras livres, por exemplo, que são de grande ajuda a essa população. Então, com ações como essas, conseguimos ajudar a essas pessoas, que atualmente foram bem atingidas com a necessidade de isolamento social”, diz.

A encarregada do setor de operação do PAA, Joicilene Gomes, reitera que a entidade ficou grata. “Todos saem beneficiados, tanto os produtores, que recebem o retorno pelo trabalho; quanto às pessoas em situação de vulnerabilidade social, que tem um produto de qualidade. E nós estamos muito felizes por fazer parte de uma ação tão positiva”, acrescenta.

Aquicultora há 15 anos, Francisca Pereira de Souza revela que a pandemia assustou e, agora, contemplada com a parceria, está mais tranquila. “As vendas caíram muito, já que não estamos nas feiras. Agora, retornamos e nos sentimos mais seguros”, finaliza. (Ascom Sistema Fecomércio/AC)

Assuntos desta notícia