Bittar afirma que recebeu sinal verde de Bolsonaro para criar novo programa social

O senador Marcio Bittar (MDB-AC) se tornou o principal articulador de um novo programa social para substituir o Bolsa Família. Bittar se reuniu nesta quarta-feira, 16, no Palácio do Planalto, com o presidente da República, e à saída do encontro declarou aos principais canais de TV do país ter recebido ‘sinal verde’ de Bolsonaro para apresentar uma proposta alternativa, mais ampla e efetiva, ao atual programa de distribuição de renda do governo federal.

“Nossa finalidade é dizer aos mais de 20 milhões de brasileiros que eles podem dormir tranquilos no dia 31 de dezembro, porque em janeiro vai ter um programa criado para atendê-los”, disse ele ao Jornal Nacional.

A ideia era que o programa se chamasse Renda Brasil, mas devido ao fato de Bolsonaro ter descartado sua criação, após críticas feitas pela imprensa à equipe econômica, o senador evitou usar esse nome.

Relator do Orçamento e das propostas de ajuste fiscal do Pacto Federativo no Senado, o novo programa de distribuição de renda deverá ser apresentado na próxima terça-feira, 22, já incorporado ao orçamento de 2021.

Alinhado com a equipe do ministro Paulo Guedes (Economia), Bittar discute saídas ao principal entrave para criação do programa: o excesso de recursos vinculados a uma determinada área e que não podem ser remanejados pelo Congresso e nem pelo governo.

Durante o encontro desta quarta, Bolsonaro sinalizou com a possibilidade de cumprir, em dezembro deste ano, uma agenda no Acre, onde o governo promete construir uma estrada para interligar Cruzeiro do Sul a cidade de Pucallpa, no Peru.

“Vamos aumentar nossa capacidade de negócios, gerar empregos e promover o desenvolvimento do nosso estado numa escala mundial”, concluiu o senador Marcio Bittar. (Assessoria)

Assuntos desta notícia