Energisa Acre alerta sobre os riscos de queimadas perto da rede elétrica 

A partir de julho, no Acre, a temperatura aumenta e o clima se torna mais seco. E esse cenário é perigoso por proporcionar o aumento no número de queimadas e incêndios no estado. Além dos riscos que o fogo pode representar para as pessoas, vegetação e animais, tem mais um agravante: a interrupção no fornecimento de energia.

Por isso, a Energisa Acre alerta sobre a prevenção de queimadas próximas a estruturas de transmissão ou distribuição de energia.

“As queimadas próximas às redes elétricas podem provocar o desligamento dos circuitos de distribuição de energia elétrica, já que, mesmo que as chamas não encostem nos fios, o calor pode danificar as estruturas, romper cabos e causar curtos-circuitos. Todo mundo fica prejudicado”, explica o diretor técnico e comercial da Energisa Acre, Ricardo Xavier.

De acordo com o Corpo de Bombeiros do Acre foram atendidos mais de 2 mil chamados de janeiro até julho deste ano. Os números representam um aumento de 130% a 140%, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Queimadas podem danificar cabos e estruturas, interrompendo o fornecimento de energia (Foto: Assessoria)

Orientações 

Uma das principais causas de incêndios florestais são as queimadas preparatórias de pastos e de terrenos para plantio, que se espalham rapidamente, especialmente no período seco. Toda queima deve ser autorizada pelos órgãos competentes.

Fique atento aos cuidados: 

  • É proibido realizar queimadas perto de subestações;
  • Não realize queimadas perto das redes elétricas e fio de energia;
  • Faça aceiros (faixas sem vegetação ao longo das cercas) para controlar o fogo;
  • Respeite a faixa de servidão (espaço de terra que acompanha o percurso de uma linha de distribuição de energia elétrica) ao realizar o plantio;
  • Nunca realize queimadas a menos de 15 metros de rodovias e do limite das faixas de segurança das linhas de transmissão e de distribuição de energia elétrica;

Outras ações também são importantes para evitar incêndios florestais: 

  • Não solte balões. Além de ser proibido por lei, o balão provoca incêndios;
  • Pontas de cigarro acesas em acostamentos das rodovias, por isso, jogue lixo somente nos locais adequados;
  • Apague qualquer resto de fogo em acampamentos jogando água, areia ou terra para abafar qualquer brasa;

Evite colocar fogo em terrenos baldios ou lixões. (Assessoria Energisa / Comunicação EAC)

Assuntos desta notícia