“Não podemos admitir que as pessoas tenham que dormir na frente do posto de saúde para garantir uma ficha de atendimento”, desabafa Roberto Duarte durante debate

A manhã desta quarta-feira, 28, foi marcada pelo debate realizado pelo Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Acre. Pela primeira vez, os sete candidatos a prefeito de Rio Branco se encontraram para debater as propostas para os próximos quatro anos.

O primeiro bloco foi destinado às apresentações de cada um dos candidatos. Na sequência, por sorteio, Roberto Duarte foi o primeiro a falar sobre suas propostas relacionadas à saúde.

“Não podemos admitir que as pessoas tenham que dormir na frente do posto de saúde para garantir uma ficha de atendimento. Hoje mesmo recebi uma denúncia de uma moradora da Cidade do Povo que me relatou esta situação. Lá, os médicos fazem apenas 15 atendimentos por dia”, disse Roberto Duarte.

O candidato emedebista aproveitou a oportunidade para apresentar algumas das suas propostas para a área da saúde do município de Rio Branco. “Vamos criar o programa Terceiro Turno e estender os atendimentos nas unidades de referência de saúde, até 22h. Além disso, vamos criar o programa Saúde na Escola, com serviços de ortodontia, oftalmologia, fonoaudiologia, para garantir que as crianças tenham os tratamentos adequandos”, destacou Duarte.

O cadidato emedebista Roberto Duarte foi sorteado para fazer pergunta para a prefeita e candidata à reeleição, Socorro Neri, com o tema “Tributação Municipal e Regularização Fundiária”.

Em sua pergunta, Roberto Duarte afirmou que a prefeita Socorro Neri teve a oportunidade, há dois anos, de implementar políticas públicas para avançar nas questões que travam a regularização fundiária no município e sobre a desburocratização e a questionou quais as propostas para avançar nestes temas.

No bloco em que os candidatos fizeram perguntas entre sim, o emedebista Roberto Duarte foi questionado por Jamyl Asfury sobre suas principais propostas relacionadas à área da saúde, coincidindo com o mesmo tema sorteado no primeiro bloco do debate.

Ao final, Roberto Duarte agradeceu ao Sindicato de Servidores do Poder Judiciário do Acre pela organização do debate. “Parabéns à direção do Sinspejac por organizar ato democrático em convidar todos os sete candidatos a participarem. Foi um debate respeitoso e à base da verdade. Falamos sobre os principais problemas de Rio Branco, e apresentamos nossas propostas para a solução destes problemas. No dia 15 de novembro, vote 15!”, finalizou. (Assessoria)

Assuntos desta notícia