ARTIGO – A arte de cuidar com responsabilidade

A expressão “Doutrina Social da Igreja” designa o conjunto de orientações da Igreja Católica para os temas sociais. Ela reúne os pronunciamentos do magistério católico sobre tudo que implica a presença do homem na sociedade e no contexto internacional. Trata-se de uma reflexão feita à luz da fé e da tradição eclesial.

A função da Doutrina Social é o anúncio de uma visão global do homem e da humanidade e a denúncia do pecado de injustiça e de violência que de vários modos atravessa a sociedade.

Sendo assim, não é uma ideologia, nem se confunde com as várias doutrinas políticas construídas pelo homem. Ela poderá encontrar pontos de concordância com as diversas ideologias e doutrinas políticas quando estas buscam a verdade e a construção do bem comum, mas irá denunciá-las sempre que se afastarem destes ideais.

Mas, em tempo do coronavirus, a Igreja é contra aglomerações, festas e bailes neste tempo de pandemia. E o motivo é moral e político. Moral porque os portadores de Covid-19 podem levar a peste para suas casas ou para os templos.

Político porque POLIS significa CIDADE e quando a peste assola uma cidade ou uma região o assunto se torna político e todos precisam fazer a sua parte para vencer a pandemia!

Assim, aqueles que acham que padre não deve se meter em política partidária, podem estar certos. Os bispos raramente permitem isto. E, quando permitem, tiram do padre qualquer cargo na Diocese.  São casos raríssimos!

Mas quem acha que padre não deve se meter em qualquer política está errado! Educar para a cidadania faz parte do Catecismo Oficial da Igreja Católica! A escola e os templos devem contribuir para o coletivo! O outro não é objeto. É pessoa que deve ser respeitada e ajudada se precisar. E quem pode deve ajudar.

O padre que militou para que fizessem uma passarela à frente de uma escola, onde quatro meninas foram atropeladas fez política.

E quando convocou os paroquianos para que fossem ao hemocentro doar sangue, porque o único hospital da cidade estava com baixíssimo estoque de sangue, ele também fez política.

E ao instituir, à noite, a sopa paroquial para os pobres da cidade também fez política. E a prefeitura entrou com insumos; e grupos de casais fizeram os turnos!  Os feirantes também contribuíram! Foi política e Doutrina Social!

Ao anunciar o Evangelho à sociedade em seu ordenamento político, econômico, jurídico e cultural, a Igreja quer atualizar no curso da história a mensagem de Jesus Cristo. Ela busca colaborar na construção do bem comum, iluminando as relações sociais com a luz do Evangelho.

Isto se chama DSI, Doutrina Social da Igreja. Não tem nada de socialismo ou comunismo nisto. É pura DOUTRINA SOCIAL CATÓLICA!

Paz e Bem.

 

Adaptado conforme https://www.facebook.com/padrezezinhoscj


(*) Frei Paulo Roberto, Ordem dos Frades Menores Capuchinhos – OFM Cap.

Pároco da Paróquia de Nossa Senhora Aparecida-Quitandinha-Petrópolis-RJ

Colaborador da Fraternidade da Ordem Franciscana Secular-OFS, na Diocese de Rio Branco-AC.

Assuntos desta notícia