Pular para o conteúdo

Em 2020, Senac EaD beneficiou mais de 1 milhão pessoas com cursos gratuitos

O surgimento do novo coronavírus causou, em 2020, uma série de impactos na sociedade. E um dos setores afetados foi a educação com aulas presenciais suspensas em todo o país.

Nesse cenário, diante de tantas incertezas, a educação a distância (EaD) se tornou a opção mais viável para garantir a saúde e o bem-estar dos estudantes. O Senac, logo no início da pandemia, intensificou seus esforços para atender aos mais de 100 mil alunos de todos os níveis de ensino.

De forma simultânea, como ação social realizada pela instituição no momento de isolamento social, o Senac ofereceu cursos gratuitos totalmente a distância, em diferentes formatos e nas mais diversas áreas. Foram mais de 1 milhão de pessoas que se beneficiaram e puderam adquirir novos conhecimentos, se capacitar ou se atualizar profissionalmente.

Imagem: Ascom Fecomércio/AC

Para falar sobre esse ano tão desafiador, perspectivas e tecnologias que viabilizam a EaD, convidamos Daniela Papelbaum, gerente de Desenvolvimento Educacional do Departamento Nacional do Senac.

Como você vê o comprometimento do Senac em proporcionar o desenvolvimento de pessoas por meio de ações educacionais e transformadoras?

De fato, 2020 foi um ano atípico e desafiador em diversos sentidos. O ensino a distância recebeu especial atenção e se tornou o vetor primordial para atendimento ao público de turmas presenciais, cujas atividades foram transpostas para o ensino remoto, bem como para atendimento à enorme demanda daqueles que buscaram cursos especificamente na modalidade a distância, pela Rede EaD Senac.

Do ponto de vista de inclusão, o comprometimento institucional ficou evidenciado também pelas 60 mil matrículas de cursos livres e 7,7 mil matrículas de extensão universitária oferecidas ao público de forma gratuita, concomitantemente aos mais de 1 milhão e 200 mil atendimentos para consumo de nossos conteúdos autoinstrucionais.

Em um contexto social crítico, no qual muitos postos de trabalho foram suspensos e até mesmo perdidos em muitas áreas de atuação profissional, o desenvolvimento dessas pessoas por meio de cursos e demais conteúdos a distância, oferecidos pelo Senac, pode fazer a diferença para se conquistar uma renda extra familiar, ou mesmo para almejar nova colocação no mercado de trabalho.

Muitos vivenciaram, neste ano, a educação a distância pela primeira vez. Você acredita que a tendência é que haja mais entendimento das vantagens da EaD e, consequente, busca por essa modalidade de ensino?

A EaD ganhou o mundo. As pessoas que tiveram o primeiro contato com o ensino a distância em 2020 experimentaram os benefícios que essa modalidade de ensino proporciona.

A possibilidade de melhor aproveitar o tempo para assistir a aulas e realizar tarefas, a comodidade de estudar em casa ou qualquer outro lugar usando tablets ou smartphones, a experiência de uma proposta pedagógica inovadora por meio do uso de tecnologias que permitem maior interação entre docentes e alunos, e a economia, em muitos casos, foram observados. E, claro, aumentou muito a busca por ensino a distância, tanto pelo público geral quanto pelas empresas. Isso é uma realidade não apenas presente em nosso país, mas em todo o mundo.

A maioria das instituições de ensino estão localizadas nos grandes centros urbanos. A educação a distância, com seus recursos tecnológicos, pode potencializar a inclusão educacional. Fale um pouco sobre a EaD como instrumento de inclusão.

O Senac tem cerca de 350 polos para oferta de cursos técnicos e mais de 320 para ensino superior. A EaD tem a capacidade de alcançar lugares e unir pessoas de tal forma que, por exemplo, um aluno situado no extremo Norte do país consegue participar de uma atividade em tempo real com outros alunos residentes no Sudeste sob mediação de um docente ou professor localizado na região Nordeste. A limitação fica praticamente a cargo dos recursos tecnológicos disponíveis, sobretudo em relação ao acesso à internet. No entanto, a desigualdade na disponibilização do acesso digital, vem diminuindo gradativamente. Hoje é cada vez mais comum o acesso aos meios digitais em localidades remotas distantes das capitais ou de difícil acesso.

A Rede Nacional EaD do Senac cumpre esse papel com atendimento nos 27 estados (incluindo o Distrito Federal) com oferta de cursos de Formação Inicial e Continuada (livres), cursos técnicos, e cursos de ensino superior (graduação, pós-graduação e extensão universitária) em diversas áreas de atuação profissional, como Tecnologia da Informação (incluindo Games), Comércio, Gestão, Gastronomia, Hospedagem, Moda, Turismo, Hospedagem, Design, Saúde, Meio Ambiente, dentre outras.

A pandemia acelerou a necessidade de rápida adaptação para o ambiente de ensino/aprendizagem, com a adoção de tecnologias que viabilizam a EaD. Com esse olhar mais direcionado para a modalidade, quais as expectativas de desenvolvimento em tecnologia educacional para enriquecer e dinamizar ainda mais o aprendizado?

A tendência é que as tecnologias voltadas para atividades pedagógicas a distância continue sendo reconhecidas cada vez mais como estratégicas pelas instituições e pelo público geral. Como resultado, temos mais investimento de capital voltado para o ensino a distância, uma vez que a demanda é crescente em todas as áreas de atuação profissional, mas também porque muitas dessas tecnologias podem igualmente ser utilizadas na modalidade de ensino presencial.

Desde o tradicional Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), passando pelas salas de aula dinâmicas com utilização de objetos digitais, incluindo simuladores, ferramentas colaborativas para trabalhos em grupo, o compartilhamento síncrono ou assíncrono de informações por docentes e alunos, e claro, a própria evolução tecnológica do streaming de vídeos. Tudo isso resulta em um enorme leque de possibilidades à nossa disposição.

O Senac realiza ensino a distância desde a década de 1940, nos seus primórdios, empreendendo, inclusive, uma ação inovadora para a época: a “Universidade do Ar”. Essa iniciativa utilizava o rádio, muito antes do advento da internet. Há quase 10 anos, estamos empregando esforços para que as tecnologias emergentes sejam cada vez mais utilizadas em cursos a distância, com responsabilidade e para oferecer a melhor experiência pedagógica aos alunos em todos os níveis educacionais.

Acesse www.ead.senac.br e conheça os cursos do Senac EAD. (Ascom Sistema Fecomércio/AC)