Ministério da Saúde já viabilizou transferência de 261 pacientes do Amazonas para outros estados

Manaus – O plano de cooperação firmado entre os governos federal e do Amazonas para transferência de 235 pacientes com Covid-19 para outros estados já ultrapassou a meta inicial. Até o momento, já foram transportados 261 pacientes de Manaus, Tabatinga e Parintins, para 11 estados brasileiros e o Distrito Federal.

A estratégia é parte do trabalho do Comitê de Enfrentamento da Covid-19, coordenado pelo Ministério da Saúde, em parceria com o governo do Amazonas; Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), que apoia a ação viabilizando leitos nos Hospitais Universitários Federais; Ministério da Defesa, que presta apoio com aeronaves; além dos gestores dos estados que têm acolhido esses pacientes.

Em reunião do Comitê de Crise – Controle de Operações Especiais (COE) nesta segunda-feira (25/1), em Manaus, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, ressaltou que a remoção dos pacientes para outros estados é uma ação importante, neste momento, para desafogar os hospitais do Amazonas, que estão atuando com capacidade máxima.

Dos 261 pacientes transferidos do dia 15 de janeiro até o último domingo (24/1), 252 são de Manaus e nove são do interior do estado – três de Tabatinga, que foram para o Acre, e seis de Parintins, que seguiram para o Pará. Já receberam pacientes de Manaus Teresina (PI), São Luís (MA), João Pessoa (PB), Natal (RN), Goiânia (GO), Belém (PA), Maceió (AL), Vitória (ES), Recife (PE), Uberaba (MG) e Brasília (DF).

Os pacientes transferidos são selecionados atendendo à classificação de risco do protocolo de Manchester, adotado pelos médicos que atuam na Central Unificada de Regulação de Agendamento de Consultas e Exames (Cura) do Governo do Amazonas.

Desde o início das transferências, mais de 20 pacientes já receberam alta hospitalar. Seis que estavam em São Luís (MA) retornaram para Manaus durante a madrugada desta segunda-feira (25/1). (Ascom/MS)

Assuntos desta notícia