Em entrevista à TV Gazeta, Roberto Duarte cobra mais planejamento dos gestores municipal e estadual

Durante participação no Gazeta Entrevista, hoje, o deputado Roberto Duarte destacou que falta planejamento aos gestores. “Recebemos cerca de 50 mil vacinas e até hoje registramos, apenas, 12.533 pessoas com a primeira dose e 154 com a segunda. Teríamos que ter, pelo menos, 25 mil pessoas vacinadas. É o que venho dizendo há algum tempo: falta planejamento por parte do executivo municipal e estadual”, afirmou o parlamentar.

Na oportunidade, o jornalista Itaan Arruda citou que o deputado estadual Roberto Duarte foi eleito presidente da Comissão Especial de Acompanhamento das Ações de Enfrentamento à Pandemia de Covid-19 no Estado do Acre e questionou o parlamentar sobre a atuação desta comissão em relação ao “fura-fila” e citou o caso que virou notícia na semana passada de uma estagiária de psicologia ter recebido a vacina na Policlínica.

“Já aprovamos, na primeira reunião da Comissão, o requerimento convocando o diretor da Policlínica para explicar quantas doses receberam, as pessoas que foram vacinadas, quanto tempo de trabalho no órgão e, em especial, esclarecer esta situação que teve destaque na semana passada em que a estagiária foi vacinada. Vamos fiscalizar todas as denúncias que recebemos de supostos “fura-filas” que recebemos. Depois disso, vamos encaminhar aos órgaos competentes para que sejam tomadas as devidas punições”, destacou.

*IMIGRANTES* – Roberto Duarte destacou que o Acre vive uma situação bastante delicada, com o caos da saúde, com a pandemia do coronavírus e o surto da dengue, a alagação e, agora, o problema dos imigrantes na fronteira do estado com o Peru.

“Fui informado de que o Governador Gladson Cameli conversou com o senador Márcio Bittar e pediu ajudar do Governo Federal para que faça uma atuação firme para resolver esta questão. Paralelo a isso, nós, deputados estaduais, vamos conversar com os nossos senadores Márcio Bittar, Sérgio Petecão e Mailza Gomes para que vão pessoalmente ao Itamaraty explicar a nossa real situação. Do jeito que está, não tem como continuar”, disse Roberto Duarte. (Assessoria)

Assuntos desta notícia