OAB/AC inaugura sala na Defla com nome de advogado vítima de Covid-19

Emoção, saudades e lembranças. Foi assim que mais uma conquista para a advocacia acreana foi apresentada pela Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Acre (OAB/AC) e a Caixa de Assistência dos Advogados (CAA/AC) na quarta-feira, 9, quando as duas instituições inauguraram a Sala da Advocacia Armyson Lee, na Delegacia de Flagrantes (Defla). A estrutura é reservada aos operadores do Direito que frequentam o local ao acompanhar seus clientes

O espaço, em homenagem póstuma, leva o nome do advogado criminalista, conselheiro seccional e procurador de prerrogativas da OAB/AC, Armyson Lee Linhares de Carvalho, falecido em 8 de abril por complicações causadas pela Covid-19. “Armyson foi um dos maiores guerreiros das prerrogativas, referência para todos. Ele estava à frente dessa batalha e esta é a forma de proporcionar uma justa homenagem para quem tanto lutou”, disse Viviane Santos, presidente da Comissão de Defesa, Assistência e Prerrogativas.

Ela lembra com carinho do colega que tornou-se amigo próximo durante os anos que atuaram juntos. “Armyson tinha uma atuação incisiva na área criminal, portanto dependia muito daquele espaço. Por esse motivo, a Comissão sugeriu e a Presidência da OAB/AC acolheu de prontidão que a sala levasse o nome de nosso companheiro, o ‘Samurai das Prerrogativas’, como era chamado por todos nós”. Ela aproveitou a ocasião para relembrar os feitos do conselheiro, conhecido pela acessibilidade aos mais carentes.

Irmão de Armyson, Magson Lee compareceu à solenidade. “Armyson era minha única família. Além de irmão, era meu amigo e confidente fiel. Infelizmente essa doença maldita o levou de nós. Mas com essa homenagem da OAB Acre, a imagem dele vai ficar para a posteridade e servir de inspiração para muitos advogados. Fica a minha eterna gratidão aos amigos que estiveram do lado do meu irmão quando ele lutava pela vida e que honraram sua memória. Tenho certeza que ele permanecerá vivo no coração de todos”.

Delegado-geral da Polícia Civil do Acre, Josemar Portes enfatizou o bom relacionamento que o conselheiro tinha com as demais instituições. “Sabemos da importância desse espaço à advocacia, por isso viabilizamos ele logo após a solicitação. Tive o prazer de lidar profissionalmente com o doutor Armyson por diversas ocasiões. A dedicação e comprometimento dele com os colegas e a população era visível. Estou muito agraciado de estar vivendo este momento bastante emocionante”, completou.

A estrutura

O espaço é climatizado e contém um sofá, bebedouro e computador para consultas processuais, suprindo as necessidades dos advogados que anteriormente aguardavam de forma desconfortável no corredor da delegacia. Para utilizar o local, basta os advogados irem até a Defla e direcionarem-se ao cômodo.

Viviane destaca o feito com orgulho. “Esse era um pleito antigo da advocacia criminal, pois por anos buscamos a parceria junto à Polícia Civil para que pudéssemos ter esse espaço. Depois de cedido, a OAB e a CAA/AC se dispuseram a fazer a obra e melhorar o desempenho de nosso trabalho, demonstrando o respeito e carinho que a atual gestão tem para com a advocacia criminal. É uma grande conquista, principalmente para os profissionais que constantemente sofrem violações das prerrogativas”.

A inauguração, transmitida ao vivo pelo perfil @oabacre no Instagram, contou com a presença das diretorias da OAB/AC e da CAA/AC, conselheiros seccionais, representantes de diversas comissões da Ordem, delegados de polícia, familiares de Armyson e advogados criminalistas. Após as falas, foi apresentado um documentário relembrando a trajetória de Armyson Lee com depoimentos de amigos próximos e colegas de profissão.

Assuntos desta notícia