Pular para o conteúdo

Roberto Duarte questiona valores abusivos dos combustíveis no Acre

O Deputado estadual Roberto Duarte (MDB) utilizou suas redes sociais, nesta segunda-feira, 7, para questionar o abuso nos preços dos combustíveis no Acre. Na postagem, o deputado apresenta fotos da tabela com os valores dos combustíveis em Rio Branco e Porto Velho.



“Por que essa diferença no valor do litro da gasolina, por exemplo, visto que o preço estimado do frete é de R$ 0,13 por litro?”, questionou Duarte, destacando que em Rio Branco o litro da gasolina comum é R$ 0,79 (14,2%) mais caro do que na capital de Rondônia.

Segundo o Deputado, o Acre tem hoje uma das gasolinas mais caras do país. “Aqui tem posto cobrando R$ 6,33 por um litro de gasolina comum, quando temos na vizinha Porto Velho (RO), um valor de R$ 5,54. Precisamos debater e entender as justificativas para tanta diferença”, disse.

Um dos componentes que impacta nessa diferença é a alíquota do ICMS que no Acre é de 25%, enquanto que em Rondônia é de 17%. “Mesmo assim, além da diferença entre alíquotas e custo do frete, estima-se ainda um sobrepreço de aproximadamente R$ 0,26 centavos por litro, uma gordura injustificável.”, explicou Roberto Duarte.

De acordo com a Agência Nacional do Petróleo (ANP), em março deste ano, o maior preço da gasolina no Brasil foi registrado no Acre. “Eu sei que o valor que pagamos é composto por vários fatores, mas quando há redução em alguns índices nunca chega ao consumidor final. Quando aumenta, logo reajustam. Na capital é assim e nos nossos municípios isolados o valor já ultrapassou os R$ 8,00. É abusivo. Quem dá conta de andar de carro e produzir no Acre?”, desabafou Duarte.

O Deputado deve apresentar, ainda esta semana, requerimento na Assembleia Legislativa do Acre solicitando uma audiência pública, com a participação do ANP, Ministério Público, Procon, da Secretaria de Estado da Fazenda, Distribuidores, proprietários de postos de gasolina, sindicatos e outras instituições, além da população em geral, para tratar sobre o valor do combustível.

(Da assessoria)

error: Conteúdo protegido!!!