Pular para o conteúdo
Beth News
Beth Passos faz análises de reportagens, entrevistas, programas de TV e comportamento. Irônica e bem-humorada, comenta sobre o dia a dia dos acreanos que merecem seu destaque, bem como as personalidades nacionais e internacionais que causam mundo afora. Como ela diz: 'Não deixem de ler, nem sob tortura!!!'.

Marcelo Bimbi veio a Rio Branco participar do júri do Miss Acre Gay 2021 no último fim de semana

BETH PASSOS                                                 
E-MAIL: [email protected] 
INSTAGRAM: @BETH_NEWS_
FACEBOOK: BETH NEWS 
Coluna TUDEBOM   Beth Passos 
Na Fazenda Rio do Peixe em Bonito no Mato Grosso, Luciana Brito se encantou com as araras azuis.

Dona Otília Amâncio fez 90 anos e depois de receber as duas doses da vacina e também a da gripe junto com a filha Nazaré celebraram a data. Parabéns com muita saúde, amor e muita paz!
O modelo acreano Marcelo Bimbi veio a Rio Branco participar do júri do Miss Acre Gay 2021 no último fim de semana
Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, tornou público que é gay. Após a declaração recebeu elogios, mas foi questionado por políticos da esquerda e da direita, porque é cotado para a disputa presidencial de 2022. A escolha afetiva e, ou sexual de ninguém me interessa. Menos ainda de um político. Aliás, de um político o que me interessa mesmo são suas atitudes com relação ao seu compromisso com o bem-estar da população que o elegeu. Então, não tem nada de excepcional, de corajoso sim, em uma pessoa pública se posicionar de tal forma em relação à pauta dos costumes. No Brasil, isso já teria que ser uma exigência social básica, um pré-requisito para viver em sociedade, aceitar a todos como eles são.
As tecnologias estão avançando no que diz respeito às técnicas para se refrescar do calor tropical com baixo custo. Uma película para telhados é capaz de substituir o ar condicionado com consumo zero de energia resolvendo dois problemas com uma só solução. Funciona através do processo da filtragem de raios solares incidentes na atmosfera que essa maravilha acontece. Os cientistas fizeram a conversão dos calores exorbitantes em radiações infravermelhas no exato comprimento de onda que a atmosfera retorna.
A película é produzida com polimetilpentano. Que é um plástico totalmente transparente que contém adições de pequenas pedras de vidro. O material se transforma em lâminas com 50 milionésimos de metro de espessura, após ter um dos seus lados, revestido com prata. A partir do momento que a película permanece em cima do telhado, com o lado que está prateado voltado para baixo, reflete a luz do sol por meio do plástico. Isso impede que o ambiente se aqueça, liberando o calor que é interno para a nossa atmosfera.
A pescaria robotizada foi sucesso no Arraial da Escola SESI no último dia 3. A brincadeira presente nas festas juninas ficou desafiadora, com estudantes fisgando os peixes em movimento de 360 graus.
Mesmo com a temperatura baixa Aparecida Amoedo curtiu as águas frias das praias de Santa Catarina e voltou ao batente em sua distribuidora de bebidas com bateria recarregada.

News

 *Não tem nenhum provável candidato à Presidência que eu tenha vontade de dar meu voto! Pronto falei!! 
*A União gastou R$ 19,3 bilhões com pensões de dependentes de militares. Das mais de 200 mil pessoas, 60% são justamente filhas de militares que mantêm seu direito adquirido apesar da lei não existir mais para as próximas gerações. Afinal, quem vai querer perder pensão vitalícia? Mesmo apaixonadas elas não casam. Nem sob tortura! Ah! O amor é mesmo lindo!!!
*Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem nada produz; quando comprovar que o dinheiro flui muito mais para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você; quando perceber que a corrupção é recompensada e a honestidade se converte em auto sacrifício; então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada. 
*A pandemia nos deu tempo a algumas reflexões, muitas vezes tristes, porém verdadeiras. Uma delas para mim foi que o ser humano se tornou muito mais chato e prepotente do que já era, que coloque a carapuça a quem servir.
*Nem uma pandemia dessas proporções, com tanta dor por todos os lados, é capaz de reduzir a arrogância de algumas pessoas. Aff! Chocada vivo!!! 
*”Estou seguindo todos os protocolos” é o novo “não saio com mais ninguém, só com você meu bem, eu juro!”
*Para nós, mulheres, que estamos desaprendendo o que nos foi ensinado durante anos: chega de pedir desculpas por quem somos! Hora de voltarmos a ser donas de nós mesmas, donas das nossas tantas forças e coragens. Se alguns chamam isso de “malcriação”, então, sejamos! 
*E sabem o que me faz cada vez mais serena e feliz? É vencer cada momento pela dignidade, pela luta, por toda diversidade que existe no mundo. É bonita a construção de estratégias para a inserção de temáticas voltadas para o enfrentamento do sexismo, da discriminação, meritocracias e demais desigualdades sociais.
 *Muitas vezes, a imprensa interpreta de uma maneira involuntariamente errônea alguns fatos. Em outras vezes, essa interpretação equivocada se dá deliberadamente, por interesses comerciais ou ideológicos. Isso sempre foi assim, por mais que, hoje, seja algo que ocorra tão comumente que chegamos a nos irritar previamente antes de ler um jornal, acessar um portal ou assistir um telejornal. E só tem uma forma de lidar com isso. Ler nas entrelinhas de toda notícia o perfil editorial do grupo ao qual ela pertence. Somente assim podemos tirar as nossas próprias conclusões e, muitas vezes, a partir da leitura de uma reportagem com uma interpretação equivocadíssima, encararmos a informação bruta como algo a ser melhor investigado por nós mesmos, em várias outras fontes da imprensa, e, assim, conseguirmos obter a interpretação correta dos fatos apresentados. 
”Vai passar, tu sabes que vai passar. Talvez não amanhã, mas dentro de uma semana, um mês ou dois, quem sabe? O verão está aí, haverá sol quase todos os dias, e sempre resta essa coisa chamada ‘impulso vital’. Pois esse impulso ás vezes cruel, porque não permite que nenhuma dor insista por muito tempo, te empurrará quem sabe para o sol, para o mar, para uma nova estrada qualquer e, de repente, no meio de uma frase ou de um movimento te surpreenderás pensando algo assim como ‘estou contente outra vez.”
Caio Fernando Abreu