Pular para o conteúdo
Após denúncia

CRM-AC vai investigar médica que teria tomado três doses da vacina contra Covid-19

Conselho vai abrir uma sindicância para avaliar a conduta da profissional

Após a Prefeitura de Rio Branco acusar uma médica de burlar o sistema de vacinação para tomar uma terceira dose da vacina contra o coronavírus, CRM-AC afirma que vai abrir uma sindicância para avaliar a conduta da profissional. Órgão se pronunciou na tarde desta quinta-feira,8.

Em nota, o CRM explicou que deve solicitar informações detalhadas à Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco (Semsa) para analisar se houve um ato médico de fato, ou seja,se ela utilizou a posição como médica para obter a outra dose . Segundo o Conselho, em casos como este, é preciso avaliar se o profissional estava exercendo medicina para prosseguir com uma possível análise ética.

O caso foi divulgado na última terca-feira,6, data em que a médica teria tomado a terceira dose, pela Vigilância Municipal e Rio Branco. A médica teria tomado a primeira dose da vacina Coronavac no dia 26 de janeiro, no período em que os profissionais de saúde foram priorizados, e a segunda dose no dia 24 de março, fechando assim o esquema vacinal. No entanto, no dia 6 de julho, ela teria tomado outra vacina, dessa vez da vacina Janssen.

A informação foi divulgada em nota assinada pelo Secretário Municipal de Saúde da Capital, Frank Lima.

Veja mais: Médica é acusada de tomar três doses de vacinas contra Covid-19