Pular para o conteúdo
POLÊMICA

Filhas de Gugu Liberato defendem a mãe e acusam tia de mentir

Filhas de Gugu Liberato, Marina e Sofia resolveram se posicionar contra a tia, Aparecida Liberato, na briga sobre o reconhecimento da união estável entre o pai e Rose Miriam. Além de garantirem que os dois, de fato, mantinham uma relação, as gêmeas ainda acusaram Aparecida de mentir para elas.

“Minha tia e os advogados dizem que minha mãe não tinha uma união estável com meu pai, mas eles tinham, sim. Nós éramos uma família e só quem sabe a verdade somos nós”, garantiu Sofia, em vídeo divulgado pelo colunista Leo Dias.

E prosseguiu: “Eu não sei por que eles não reconhecem minha mãe como companheira do meu pai, porque eu reconheço”.

As jovens ainda disseram que o advogado contratado por Aparecida e que, supostamente, deveria assisti-las também, não passava informações acerca do processo e não as quis ouvir a respeito da possível união estável.

Por essa razão, as gêmeas decidiram pedir a emancipação e contratar um profissional que realmente pudesse expor sua versão.

Acerca da defesa da família de Gugu Liberato, Marina afirmou: “Antes, eles queriam conversar comigo. Mas quando eu discordei deles, não quiseram mais. Eles falaram que nunca vão aceitar que minha mãe era a companheira do meu pai e que era para a gente não se meter em nada”.

Sobre a tia, as jovens disseram que se sentiram enganadas. “A gente achava que ela mentia para a gente às vezes, mas a gente não tinha esses fatos. E hoje a gente descobriu que era verdade, que ela realmente estava mentindo para a gente.”

Nos documentos do processo do caso, as adolescentes falaram sobre o fato de o irmão mais velho, João, estar do lado da família do pai. Para elas, o rapaz foi claramente manipulado e influenciado por Aparecida Liberato, uma vez que ele se encontra em um momento bastante vulnerável desde o falecimento do pai.