Pular para o conteúdo
orgulho

Acreanos conquistam primeiro lugar no Aberto de Beach Tennis Madeira, em Porto Velho

Esporte tem crescido no Acre, pois pode ser praticado por pessoas de todos os gêneros e idades, contribuindo para uma melhor coordenação motora, e outros benefícios

Maíra e Murilo (Foto: Acervo pessoal)

A dupla acreana Maíra Camillo e Murilo Mateus conquistou o primeiro lugar no campeonato Aberto de Beach Tenis Madeira, realizado em Porto Velho/RO, entre os dias 3 e 4 de setembro.

Organizado pela Federação Rondoniense de Tênis, o evento contou com a participação de atletas de vários Estados. Na categoria mista, Maíra e Murilo fizeram três jogos até chegarem à final que os levou à vitória no campeonato contra uma dupla rondoniense.

Esta foi a primeira competição oficial de Maíra, que iniciou a prática de Beach Tenis há cerca de seis meses.

“Embora eu treine só há seis meses, o Beach tenis está virando a minha paixão. Participar desse campeonato, que foi a minha primeira experiência desse tipo, foi incrível. Cada jogo era decisivo, com nervosismo e ansiedade a mil. Chegar na final já foi super gratificante e quando vencemos foi alegria geral, ainda mais sabendo que estávamos representando nosso Estado”, disse Maíra.

Além da categoria mista, a jogadora também chegou às quartas de final com a catarinense Tatie de Marchi, que mora no Acre.

Categoria masculina

Vitor ao lado do pai, Waldete Araújo (à esquerda, vestindo camiseta branca), além de um amigo e organizador do evento (Foto: Arquivo pessoal)

Outro atleta de Beach Tenis que fez bonito no campeonato, foi Vitor Gabriel, de 20 anos, que começou a praticar a modalidade em abril de  2019, ao lado do pai e os dois permanecem jogando juntos até hoje.

“Em setembro do mesmo ano, já fui pro mesmo campeonato lá em Porto Velho e fiquei em 4º lugar. Com o tempo, fui pegando o jeito de jogar e em 2020 comecei a fazer dupla com meu pai, que é minha dupla até hoje. Em 2021 em junho fui campeão do torneio BR 364, em Porto Velho, e agora em setembro fui campeão do torneio do madeira. A experiência é boa demais , além de jogar do lado do meu pai que é um grande atleta, o esporte é prazeroso”, conta ele.

Leia mais: Beach tennis conquista acreanos e Capital deve sediar o 1º campeonato em outubro