Pular para o conteúdo
combate à violência

Núcleo de Capturas da Polícia Civil prendeu 15 pessoas em agosto, aponta balanço

O Departamento de Polícia Civil da Capital e do Interior (DPCI), apontou que as 15 pessoas eram acusadas dos crimes de homicídio, tráfico, roubo majorado, furto, violência doméstica e organização criminosa

Balanço divulgado pela Polícia Civil do Acre aponta que durante o mês de agosto 15 pessoas foram presas, em decorrência do trabalho do trabalho desenvolvido pelo Núcleo Especializado em Capturas da Polícia Civil, que tem atuado de forma incessante para retirar de circulação pessoas que impactam na alta da violência do Acre.

Os presos, segundo informado pela Polícia Civil, são pessoas com envolvimento em organizações criminosas, considerados de alta periculosidade com posição de liderança dentro dos grupos criminosos que estavam soltos, foragidos da justiça. Eles foram caoturados em cumprimento a ordens judiciais expedidas pela justiça do Acre.

O Departamento de Polícia Civil da Capital e do Interior (DPCI), apontou que as 15 pessoas eram acusadas dos crimes de homicídio, tráfico, roubo majorado, furto, violência doméstica e organização criminosa.

Prisão nesta quarta-feira, 8

Na manhã desta quarta-feira, 8, a polícia conseguiu efetuar a prisão de H.J.C.O., de 20 anos. Ele possuía mandado de prisão em aberto pelo crime de organização criminosa.

O mandado foi expedido em 2020 pela Comarca de Feijó e a ordem foi cumprida na manhã desta quarta-feira, 8 de setembro. A equipe do NECAP logrou êxito em descobrir o esconderijo do investigado e prendê-lo, em flagrante, numa propriedade rural localizada na Estrada do Barro Vermelho, em Rio Branco. No momento da prisão o investigado estava em posse de duas armas de fogo, calibre .22 e várias munições do mesmo calibre.