Pular para o conteúdo
BRIGA JUDICIAL

Neymar Jr. pede que Justiça decrete sigilo em processo contra Zélia Duncan

O camisa 10 da Seleção Brasileira foi à Justiça pedir que seja decretado sigilo em seu processo movido contra a cantora Zélia Duncan, que foi divulgado pela coluna de Diego Garcia, do UOL.

Segundo os advogados de Neymar Jr., a decretação do sigilo se deve ao fato de que o jogador é uma pessoa pública e precisa resguardar sua intimidade, ficando o acesso aos seus processos restrito aos servidores do Judiciário e advogados das partes envolvidas.

Os advogados do atleta também alegam que a divulgação do processo gerou maior exposição a Neymar e também à Zélia, razão pela qual o pedido pelo sigilo nos documentos da ação seja decretado.

Na ação movida pelo jogador do Paris Saint-Germain, seus advogados enviaram 11 perguntas referentes a um tweet onde a artista criticava Neymar.

Relembre o caso

No dia 10 de setembro, Zélia Duncan tuitou uma crítica ao atleta em seu perfil do Twitter. “Não sou de futebol, mas Neymar me parece até agora uma promessa como atleta e uma decepção como cidadão. Quer respeito? Dê-se a ele e mostre serviços. Ah, e pague seus impostos!”, escreveu a artista.

A crítica ocorreu após o camisa 10 do PSG dizer, depois de ser um dos destaques na vitória por 2 a 0 contra o Peru, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, que “não sabe mais o que fazer com essa camisa [do Brasil] para a galera respeitar o Neymar“.

Para os advogados do jogador, o tweet de Zélia pode indicar “lesão à honra de Neymar Júnior, possivelmente difamando-o”, além de considerarem que as palavras “ultrapassaram os limites da liberdade de expressão e delas podem ser inferidos potenciais reflexos penais”.