Pular para o conteúdo
nesta segunda

Danilo Lovisaro é nomeado procurador-geral do MPAC para o biênio 2022-2024

O procurador foi o primeiro colocado com 32,65% (48 votos), na eleição da lista tríplice de candidatos a Procurador-Geral de Justiça

Procurador liderou os votos na eleição para lista tríplice e foi escolhido pelo governador Gladson Cameli para chefiar o MPE pelos próximos dois anos (Foto: Dell Pinheiro)

O governador Gladson Cameli já decidiu quem chefiará o Ministério Público do Acre (MPAC) no biênio 2022-2024. O escolhido foi o procurador de Justiça Danilo Lovisaro do Nascimento. A decisão foi publicada no Diário Oficial desta segunda-feira, 29.

Lovisaro foi o primeiro colocado com 32,65% (48 votos), na eleição da lista tríplice de candidatos a Procurador-Geral de Justiça (PGJ), realizada na última sexta-feira, 26. O promotor Rodrigo Curti, com 27,89% (41 votos), ficou em segundo lugar no pleito, seguido pelo procurador Cosmo Lima de Souza, que obteve 20,4% (30 votos).

Danilo Lovisaro substituirá a atual procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane de Araújo Rodri

Perfil

Danilo Lovisaro do Nascimento ingressou no MPAC em 1998, assumindo como promotor de Justiça em Brasileia. Exerceu a titularidade nas Promotorias do Tribunal do Júri, Promotoria Especializada do Controle Externo da Atividade Policial, 8ª Promotoria de Justiça Criminal e na Promotoria Especializada de Combate à Evasão Fiscal.

Foi promotor-corregedor e assessor especial da Procuradoria-Geral de Justiça, bem como diretor da Fundação-Escola do MPAC e presidente do Colégio Nacional de Diretores de Escolas (CDEMP).

É formado em direito pela Universidade Braz Cubas. Possui cursos de especialização lato sensu em direito constitucional, direito tributário, direito penal e direito processual penal. Mestre em direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e doutor em direito pela Università degli Studi di Roma “Tor Vergata”.

Recentemente, atuou como 2º titular da Procuradoria de Justiça Criminal e coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). É professor efetivo da Universidade Federal do Acre (Ufac) desde 1994.