Pular para o conteúdo

Quatro vezes houve uma final da Copa Libertadores do Brasil

Comemorações da SE Palmeiras pela conquista da Copa Libertadores 2021. (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)
Comemorações da SE Palmeiras pela conquista da Copa Libertadores 2021. (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Depois de não ter tido muito sucesso nos primeiros dias do torneio, com apenas três vitórias nas primeiras 20 renovações da competição, os clubes brasileiros estão rapidamente começando a dominar na Copa Libertadores. De fato, clubes da nação samba já venceram o principal torneio sul-americano 10 vezes desde a virada do milênio, inclusive em cada uma das três últimas edições.

A supremacia dos times brasileiros está lá para todos verem. Este ano, o Palmeiras enfrentou o Flamengo no Estádio Centenário em Montevidéu e o Palestra bateu seus companheiros nativos para defender sua coroa – como esperado nos mercados de apostas online.

Entretanto, apesar de todo seu recente sucesso e glória, houve apenas quatro finais da Copa Libertadores da América. Assim, enquanto o Palmeiras devolve o troféu ao brilhante gabinete do Allianz Parque, onde ficará por pelo menos mais um ano, vamos dar uma olhada nessas quatro finais. Continue lendo para saber mais.

2005 – São Paulo vs Athletico Paranaense

Primeira final da Copa Libertadores a ter dois participantes brasileiros, o showpiece de 2005 foi disputado entre São Paulo e o Athletico Paranaense. Ainda uma final com duas pernas na época, o primeiro empate terminou 1-1 depois que Aloísio deu ao Furacão a liderança logo no início. No entanto, um gol contra de Durval significava que tudo ainda estava para ser disputado no Morumbi. Desta vez, o São Paulo não se atrasou. Amoroso abriu o placar no primeiro tempo e Fabão, Luizão e Tardelli balançaram as redes aos 45 minutos do segundo tempo, quando o Tricolor venceu por 4×0 e levantou o troféu pela terceira vez.

2006 – Internacional x São Paulo

Depois de uma espera de 45 anos por uma final brasileira, houve dois jogos consecutivos em que o campeão São Paulo voltou ao centro das atenções em uma tentativa de manter a ilustre final da Copa Libertadores. Entretanto, o Internacional tinha outras idéias. Rafael Sóbis marcou duas vezes, enquanto o Colorado venceu por 2 a 1 na primeira partida em São Paulo. Mas a partida estava longe de terminar e, por mais que o Internacional tentasse, o Tricolor continuava lutando contra. Quando Lenílson conseguiu o 2-2 com apenas alguns minutos de jogo no Biera-Rio, os torcedores da casa teriam ficado na ponta da cadeira. Mas o Internacional manteve a vitória por 4-3 no placar agregado. Foi um primeiro título para o Inter e eles acrescentariam um segundo à sua lista de honra quatro anos mais tarde.

2020 – Palmeiras x Santos

Passaria mais de uma década até que duas equipes brasileiras se encontrassem novamente na final, com o Palmeiras enfrentando o Santos e desta vez ao longo de apenas 90 minutos no Maracanã, no Rio de Janeiro. A pandemia do coronavírus significou que a final só foi realizada em janeiro de 2021, e apenas 5.000 fãs puderam assistir ao espetáculo. Mas houve fogos de artifício, pois os ânimos se inflamaram e oito cartões amarelos foram abrangidos pelo árbitro, juntamente com o técnico do Santos, Cuca, que foi enviado às arquibancadas. Houve ainda mais drama quando Breno Lopes dirigiu-se para casa com a cruz de Rony quase 10 minutos de tempo adicional. Foi o único chute do Palmeiras no alvo, mas suficiente para ganhar a Copa Libertadores da América para os campeões do Campeonato Paulista de 2020.

2021 – Palmeiras x Flamengo

Tendo conquistado apenas um título da Copa Libertadores antes do final do ano passado, o Palmeiras mais do que dobrou sua contagem nos últimos dois anos. Contra o Flamengo, vencedor de 2019, que venceu o River Plate Argentino por 2-1 no Monumental de Lima, sempre foi um encontro próximo e isso se refletiu nas chances do simulador Betfair. O Palmeiras assumiu a liderança cedo através de Raphael Veiga, mas Gabriel Barbosa igualou o placar no final do segundo tempo. Mas Deyverson, minutos depois da prorrogação em Montevidéu, demitiu o Palestra na frente e eles seguraram o placar para vencer por 2×1.