Pular para o conteúdo
fora de perigo

‘Se ficasse no Acre, ele teria falecido’, diz Mara Rocha sobre o vice-governador Wherles Rocha

Major Rocha foi transferido de UTI aérea para o hospital Osvaldo Cruz, em São Paulo. A deputada federal Mara Rocha, irmã de Wherles, disse que ele foi tirado do Estado no momento certo

O vice-governador do Acre, Wherles Rocha, apresentou melhora e seu quadro é estável, segundo a família informou no domingo, 2. Já fora de perigo, ele passou por uma cirurgia no Hospital Osvaldo Cruz, em São Paulo, na quarta-feira, 29 de dezembro, devido a uma hemorragia interna. A deputada federal Mara Rocha, irmã de Wherles, disse que ele foi tirado do Estado no momento certo.

“Se ficasse no Acre, ele teria falecido. Rocha chegou a São Paulo com hemorragia interna e foi identificado pedaço da vesícula, que ocasionou uma infecção. O quadro caminhava para uma infecção generalizada e, consequentemente, falência dos órgãos. Graças a Deus, ele chegou a tempo ao hospital. Na ocasião, os médicos já identificaram os erros cometidos, o levaram, imediatamente, para cirurgia. Ele apresenta água nos pulmões, mas já estão tratando. Ele Já está fora de perigo. Graças a Deus, ele ficará bem”, salientou a parlamentar.

Rocha foi transferido para a capital paulista na terça-feira, 28 de dezembro. O vice-governador estava internado na UTI do hospital Santa Juliana, em Rio Branco, após um procedimento cirúrgico na vesícula. A princípio, ligaram o agravamento no estado de saúde a uma cirurgia bariátrica que Rocha fez há cerca de um mês, porém, a informação foi desmentida pelo médico José Ricarte, que fez a primeira cirurgia em Wherles na capital acreana.