Pular para o conteúdo
na uti

“Queria a justiça de Deus e a dos homens”, declara pai de jovem que teve perna amputada após atropelamento

Mateus Queiroz, de 26 anos, foi atropelado na última segunda-feira, 17, por carro desgovernado. Delegado Emylson Farias, que comanda as investigações, já iniciou as apurações e ouviu ciclista que foi primeira vítima

Mateus Queiroz tem 26 anos e trabalha como motorista de caminhão para uma empresa de refrigerante, no Acre. (Foto: Arquivo pessoal)

Internado na UTI do Pronto-Socorro de Rio Branco há três dias, o jovem Mateus Queiroz, de 26 anos, está com quadro de saúde estável e deve receber alta na próxima semana, segundo informações repassadas pelo pai, seu José Maria. O motorista teve a perna amputada após ser atropelado por um carro em alta velocidade, em Rio Branco, na última segunda-feira,17.

Apesar do quadro estável, o pai de Mateus contou que o filho não reagiu bem à notícia da perda da perna ao acordar na última terça-feira, durante a visita da esposa. ” Ele entrou em pânico, começou a chorar perguntando pela perna. Falamos com a psicóloga e vamos tentar tirar esse assunto da cabeça dele, puxar outra conversa, para não piorar (…) Está meio depressivo por causa da situação, mas qualquer ser humano ficaria… estamos fazendo o que podemos”, conta.



Com o aumento dos casos de Covid-19 e para evitar qualquer tipo de infecção, Mateus não pode mais receber visitas na UTI. Após perder muito sangue, ele precisou de doações. Solicitação atendida depois do apelo da família. ” Com relação ao sangue está tranquilo. Só ontem recebemos 60 bolsas de sangue e hoje mais de 30″, agradece seu José.

Matues Queiroz é motorista de uma empresa de refrigerantes do estado, é casado e mora na cidade do Quinari. Ele estava trabalhando no momento do acidente. “Só vai do trabalho, para Igreja e para casa”, comenta o pai.

“Queria justiça”

Câmeras de segurança da Avenida Ceará conseguiram registrar o momento do acidente. O veículo, conduzido por um jovem de 19 anos, sem habilitação, atingiu um ciclista e logo em seguida bateu em Mateus, que estava consertando o caminhão da empresa para qual trabalha. O motorista foi levado para a Delegacia de Flragantes e liberado na mesma noite, para responder pelo processo em liberdade.

“Queria justiça, a justiça de Deus e a dos homens, que os homens vissem com mais cautela,com mais atenção. O rapaz está impune, está solto, e meu filho está lá, numa situação difícil, perdeu a perna e o rapaz está solto”, reclama Seu José.

Segundo a Polícia Civil, o condutor foi liberado por tratar-se, até o momento, de um acidente de trânsito no qual ele teria prestado socorro as vítimas. Como consta o Artigo 301 “Ao condutor de veículo, nos casos de acidentes de trânsito de que resulte vítima, não se imporá a prisão em flagrante, nem se exigirá fiança, se prestar pronto e integral socorro àquela”.

Entretanto, desde esta quinta-feira,20, o caso está sob a responsabilidade do delegado Emylson Farias, da 3° Regional, que ouviu duas pessoas nesta manhã, entre elas o ciclista que foi atropelado. O delegado preferiu não expor informações do depoimento para não comprometer a investigação, mas afirma que nenhuma hipótese foi descartada.

De acordo com o depoimento prestado pelo condutor, no dia do acidente, ele perdeu o controle do carro após desviar de uma moto que estaria na contramão. Portanto, o delegado está no aguardo das imagens para comprovar ou não o hálibi do jovem.

“Vou ter que juntar a perícia, que nesse caso é fundamental. As câmeras do local estão todas sendo levantadas, tem celular que a gente já está avaliando, então vamos fazer uma avaliação mais detalhada para ter uma convicção mais firme com relação ao fato”, explicou Farias.

Leia também: Jovem que atropelou homem que teve perna amputada vai responder o processo em liberdade

error: Conteúdo protegido!!!