Campeonato Acreano de Fisiculturismo reúne atletas de todo o país em Rio Branco – Jornal A Gazeta

Campeonato Acreano de Fisiculturismo reúne atletas de todo o país em Rio Branco

Pela primeira vez, o Acre sediará um evento de fisiculturismo. O 1º Campeonato Acreano de Fisiculturismo e Fitness ocorre neste sábado, 14, a partir das 16h, no auditório da FAAO, em Rio Branco. O ingresso custa R$ 20.

Segundo a organização, a expectativa é que mais de 30 atletas de diversos estados participem do evento. Na ocasião, também será lançada a Federação Acreana de Fisiculturismo e Fitness (WBPF-AC).

“A ideia do campeonato surgiu por que aqui no estado não temos nenhuma federação e temos muitos atletas em potencial, muitos atletas bons. Quando eles querem competir tinham que se filiar em outros estados. Então, por que não trazermos uma federação pra cá?” falou a presidente da WBPF-AC, Leane Teles.

Além da competição, o evento contará com stands do ramo fitness desde a alimentação até roupas e acessórios. A ideia é valorizar e esporte e os atletas locais. “Não vamos fazer apenas um campeonato, em que o atleta mostra seu shape e é premiado, não. Nossa intenção é fazer um tipo de feira, expor produtos e serviços da área fitness”.

Com a federação, o evento entrará para o calendário anual campeonato. As categorias serão divididas por idade, peso e altura. Senior, culturismo, men’s physique, wellness são algumas das categorias que os atletas irão competir.

O fisiculturismo tem ganhado cada vez mais visibilidade e adeptos no Acre. Nomes como Elayne Jucá, vice-campeã sul-americana de fisiculturismo, Leane Teles e Marcio Garcia, pioneiros em campeonatos de fisiculturismo no estado, são destaques neste esporte.

Curso de arbitragem

Para julgar os atletas, a federação realizou o primeiro curso de arbitragem da instituição. Cerca de 20 profissionais participaram do curso, que foi ministrado pelo presidente da World Bodybuilding & Physique Sports Federation (WBPF), Reginaldo Gomes.

Gomes explica que com a qualificação desses profissionais aumenta a possibilidade de realizar outras competições e seletivas no estado. “Não será necessário viajar a outros locais, como muita gente faz, indo para o Amazonas ou Pará, mas participar aqui mesmo e ter mais resultados para outros eventos fora”.

Assuntos desta notícia