Igreja Católica lança Campanha da Fraternidade e traz o tema ‘políticas públicas’ – Jornal A Gazeta

Igreja Católica lança Campanha da Fraternidade e traz o tema ‘políticas públicas’

“Fraternidade e Políticas Públicas”. Esse é o tema da Campanha da Fraternidade de 2019, lançada nesta quinta-feira, 7, pela Igreja Católica, na Diocese de  Rio Branco. O lema da campanha este ano é “Serás libertado pelo direito da Justiça”.

A quarta-feira de cinzas marca o início da Quaresma no calendário cristão ocidental. Neste período, os cristãos católicos têm a oportunidade de reflexão sobre uma realidade que pede atenção e conversão pessoal, comunitária e social.

Segundo o diácono Antônio Crispim, coordenador diocesano da Campanha da Fraternidade, a ideia é chamar os cristãos para participar na transformação da sociedade de modo ativo na proposição, discussão e execução de políticas pública, para que as pessoas sejam libertadas pelo direito e pela justiça.

“Nesta campanha da fraternidade, a igreja no Brasil pretende estimular a participação dos cristãos em políticas públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da igreja para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais de fraternidade”, disse Crispim.

A campanha traz, entre outros tópicos, o ciclo e etapas de uma política pública e faz a distinção entre as políticas de governo e as políticas de Estado, bem como apresenta os canais de participação social, como os conselhos previstos na Constituição Federal de 1988.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, participou da cerimônia de lançamento da campanha nacional, em Brasília. Em entrevista coletiva, ela afirmou que o Ministério Público Federal está em sintonia com o tema da campanha.

“As políticas públicas devem resultar na inclusão de todos, com qualidade e contato humanitário. De modo a que ninguém esteja fora de seu alcance de proteção”, disse, acrescentando que a boa execução de políticas públicas têm relação direta com o combate à corrupção.

 

 

 

Assuntos desta notícia