Energia no Acre terá redução de 4% em dezembro

Jeg

A tarifa elétrica no Acre deverá sofrer uma redução de pelo menos 4% a partir de dezembro próximo. A notícia foi dada em primeira mão ao deputado Glad-son Cameli (PP), ontem em Brasília, pela diretora da Agência de Energia Elétrica, Joísa Campanher. A redução vem função da Medida Provisória (MP) n°466, que estabelece os novos crité-rios da revisão tarifária e renovação dos contratos das diversas concessionárias. “E o melhor é que a redução vai atingir tanto o grande como o pequeno consumidor”, comemorou o deputado.

Segundo  Gladson, a redução é também resultado dos esforços realizados pela CPI da Energia Elétrica da Câmara dos Deputados, que, atendendo solicitação do deputado, realizou audiência pública em Rio Branco em setembro para debater os problemas de energia e indicar soluções. Relatora do processo, a diretora Joísa Campanher classificou a audiência acreana como uma das mais proveitosas realizadas em todo o país, cujas reivindicações e reclamações contra a Eletroacre tiveram o encaminhamento adequado. “Foi uma reunião de enorme   participação, onde a população, em especial o consumidor, foi o grande vitorioso”, disse.

De acordo com a diretora da  Aneel, a Eletroacre não conseguiu dar explicações convincentes sobre as interrupções sucessivas de energia elétrica, de longe  a maior reclamação do consumidor local. Muitas vezes, segundo Joísa Campanher, o próprio relatório apresentado pela Eletroacre não registrava as interrupções sofridas no fornecimento, o que comprometia as razões apresentadas na defesa da empresa. Para a Aneel, a empresa ainda não adotou as ações necessárias e deverá receber da Aneel um Termo de Notificação. Para o deputado, é a chance da Eletroacre implementar as mudanças necessárias para a melhoria do fornecimento e uma melhor relação com o consumidor.

 A Aneel informou ainda que não existe qualquer interesse em multar a Eletroacre, mas antes de tudo resolver os problemas pendentes como forma de respeito ao consumidor. Neste sentido, pode ser assinado um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) entre Aneel e Eletroacre, onde a concessionária acreana deverá se comprometer em resolver os problemas existentes através de investimentos nos setores necessários. Para o deputado, o importante, no entanto, é o anúncio oficial de redução de tarifa, resultado direto do trabalho de pressão e fiscalização parlamentar e popular como também da adequação do volume de recursos necessários para o funcionamento da empresa. “Uma conquista da cidadania e de toda a comunidade”.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation