DO LIXO AO LUXO: MODA VERDE NO DESFILE DE FORMATURA DA OFICINA DE MODELOS 20 ANOS

am1
Rio Branco é glamour! Realizado justamente no período das comemorações do aniversário da cidade, o desfile de estréia dos 122 alunos formados pela Oficina de Modelos, na comemoração dos 20 anos de fundação da escola de modelos, ocorrido dia 21, no Teatrão, exemplificou que não é preciso aderir ao consumismo esquizofrênico e muito menos jogar fora as montanhas de resíduos que “sobram” desse processo todo.
***
Um grupo de designers, produtores, artesãos e artistas plásticos capitaneados pela produtora de moda Jackie Pinheiro toparam o desafio de instigar os fashionistas acostumados ao sofisticado universo da moda com um desfile que reciclou e reutilizou materiais inusitados recolhidos pelo Projeto Catar, como sacos de lixo preto, plástico bolha, arames, sacolas plásticas, copos descartáveis, embriões e tampinhas de garrafa PET, lacres e guarda-chuvas. Isso é sinônimo de criatividade, bom gosto e pensamento vanguardista.
***
Os familiares e convidados que lotaram o teatro mais importante da cidade encontraram produções que poderiam tranquilamente passar como criações de alta costura.
***
Decorando a passarela, uma cascata de plástico reaproveitado era o fundo do cenário e luminárias de copos e tampinhas plásticas reutilizadas e uma luminária gigante confeccionadas com fundos de garrafas PET descartadas, complementavam o look usado pela DJ Claudinha, que comandou as picapes muito bem acompanhada pelos percus-sionistas João Gabriel e Baiano (1) usando um lindo vestido confeccionado com 800 colherzinhas usadas em festinhas infantis. Todo esse conceito nasceu de cabeças criativas como as de Marco Brozzo, Claudinei Alves e Fayane Fernandes. 
***
Todo esse “lixo”, transformado em luxo, complementava a linda produção das modelos que traziam ma-quiagens coloridas e expressivas, criadas por Yara Fernandes e Marco Brozzo. Os produtos usados eram da linha de maquiagem Adcos Make Up, lançada no evento. A tríade azul-pérola-prata dominava os olhares, adornados por bocas laranjas.
***
Antes de abrirem as cortinas, os convidados foram brindados por um momento delicado, profundo e emocio-nante. A atriz Francine Mello (2), uma das convidadas especiais da noite, declamou dois poemas de Fernando Pessoa, com a participação das crianças Suianny, Maria Eduarda e Felipe.
***
Na abertura, um momento forte de dramaticidade! O convidado Thiago França e a modelo Camilla Brozzo (3) desfilaram roupas feitas de arames e sacos de lixo preto confeccionadas pelo designer Claudinei Alves, com a assessoria de Marco Brozzo, que representavam o AR – ou nesse caso, a falta dele, como na época das queimadas. Com isso, protestavam contra o aquecimento global e o efeito estufa, ao som pesado da banda Sepultura.
***
Durante o desfile, os alunos se dividiam em quatro blocos cujas roupas, confeccionadas por costureiras dos bairros Montanhês e Raimundo Melo e da Casa Rosa Mulher, coordenadas por Danah Costa com o apoio de Socorro Paiva, Letícia Nobre e Roberto Maia, representavam os quatro elementos da natureza: ar, fogo, água e terra. Lindíssimo trabalho de criação!
***
Dando sequência ao elemento ar, trinta modelos usaram roupas exclusivas customizadas pela empresária Kelma Roque, proprietária da loja Art do Fuxico, que fechou esse bloco com uma produção em homenagem ao líder seringueiro Chico Mendes, na véspera da data em que sua morte é lembrada em todo o mundo. O look foi usado pela convidada Viviane Lobo (4), ao som da música “Cuando Los Angeles Lloran” composta pelo grupo mexicano Maná, em homenagem ao líder seringueiro.
***
Após recuperar o fôlego, a platéia vibrou com o quadro infantil que representava o elemento FOGO, aberto pela dupla de convidados Francine Mello e Thiago França (5), usando roupas fluorescentes criadas pelo artista plástico Danilo de S’Acre.
***
Um dos pontos altos da noite foi sem dúvida o lançamento das sandálias e sapatos de látex confeccionados pelo Grupo Cumaru, formado por seringueiros de Assis Brasil, usada por alunos que desfilaram no grupo ÁGUA, como mostram os modelos Jhenifer Leite (6) e César Jr. (7), precedidos por um lindo modelo criado em plástico bolha pelo artista plástico Darci Selles e usado pela top Valéria Geovanna Lopes (8). Fechando esse quadro e levando a platéia ao delírio, a frenética apresentação de swing flag de Marco Brozzo.
***
O veterano César Farias, pioneiro em biojóias, exibiu 22 belas peças criadas especialmente para noite, adornando as roupas pintadas em tie die do grupo TERRA, como mostra a modelo Islia Soares (9).  
***
Os blocos foram permeados por momentos inusitados como o lançamento da coleção étnica de Roberto Maia, desfilada por monitores e modelos da Oficina de Modelos, e lindas produções da VLG usadas pelo trio de convidados Francine Mello (10), Thiago França (11) e Viviane Lobo (12), que vestiram peças de marcas nacionais que trabalham com moda sustentável, feita em tecidos orgânicos e fibras naturais. A noiva étnica criada por Roberto Maia e confeccionada em juta, palhas e sementes, desfilada pela modelo Letícia Nobre (13), vencedora do concurso Beleza na Comunidade, arrancou suspiros e aplausos.
***
Além das criações de artistas locais, duas produções vieram de São Paulo para engrossar mais ainda o “caldo verde”. O modelo negro feito de lixas, parafusos e guarda-chuva foi usado por Francine Mello (14). Já a noiva criada pela estilista Fernanda Mika, premiada no Mercado Mundo Mix, foi apresentada por Kaká Bessa (15).
***
No final, alguns alunos e modelos desfilaram com as ecobags lançadas pela Oficina de Modelo, feitas a partir de fibras de garrafa PET e pigmentos naturais. Em seguida, ao som de Black Eyed Peas (hino da galera do curso), todos se abraçaram, confraternizaram e dançaram no palco do teatro.
***
A produção de todo o espetáculo levou a assinatura dos produtores Jackie Pinheiro e Tiago Juruá, com o apoio da Tia Cleyde Mello, que foi homenageada com o nome da turma. O evento foi registrado em fotos pela competente dupla de fotógrafas Talita Oliveira e Nattércia Damasceno e em vídeo pelo videomaker Nicola di Grazia.
***
Muito mais que reciclar materiais, reciclar idéias. Esse foi o conceito! A Oficina de Modelos está atenta às mudanças e enviou mensagens fabulosas como essa: consumir menos, mas muito melhor! A natureza, o planeta e as futuras gerações, agradecem!!
***
E em meio a esse clima de comemoração e confraternização é que a coluna deseja a todos um Feliz Natal repleto de muita luz e amor. Aproveitando, hoje parabenizo o meu pai que é o grande aniversariante do dia.

 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation