Não há motivo

Houve desconforto e reclamações de algumas autoridades maiores da Segurança Pública com a divulgação pela GAZETA do relato de um dos assaltantes ao Banco do Brasil em Feijó. Não há motivo.

Primeiro, porque o fato não desmerece o trabalho das polícias. Ao contrário, mostrou as condições adversas que os policiais enfrentaram para investigar o caso e prender este assaltante. Como, na semana passada, com a ajuda da polícia de Rondônia, prenderam aquele que seria o chefe do bando.

Não há motivos também porque esse crime ainda não está totalmente esclarecido e a sociedade tem o direito de saber, para se prevenir e evitar que casos semelhantes venham a se repetir, com graves conseqüências.

Respaldado no direito constitucional da livre informação, este jornal entende que quanto mais informações melhor para todos: para a imprensa, para a sociedade e para as próprias autoridades.

Não se ignora que as várias polícias vêm se esforçando para prevenir e combater a criminalidade no Estado. Contudo e com certeza, não será a imprensa livre e responsável que irá atrapalhar esse esforço.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation