Compras de Natal movimentam Centro da Capital

Comercio-natal
A pesquisa de preços vai ditar as regras neste Natal. Apesar do grande movimento nas lojas, as vendas ainda são consideradas fracas no Centro comercial de Rio Branco. Com a lista de presentes em mãos, os clientes olham, anotam e seguem. As compras, mesmo ao que tudo indica, só vão aquecer nos próximos dias.
 
O calçadão da prefeitura, por enquanto é o local mais movimentado. É lá que as pessoas vão em busca de brinquedos importados a um preço bem acessível. A ambulante Nara Fonseca de Araújo, acredita que as vendas vão começar a melhorar a partir desta terça-feira, 22.

“Eles passaram a semana inteira pesquisando, chegou à hora de começar a gastar. Se tratando de brinquedos, os camelos ainda são a melhor opção”, diz. Nara revela que para garantir o estoque deste ano teve que fazer várias viagens até a fronteira com a Bolívia, haja vista que a fiscalização foi reforçada na estrada numa parceria conjunta das polícias Rodoviária e Federal.

Na Galeria Meta – uma das mais tradicionais da cidade – o movimento ainda é tímido. Além de vitrines coloridas, os comerciantes investem em promoções especiais para chamar a atenção dos clientes. Uma das promoções do local é a “Amigos da Epaminondas Jacomé”, que vai distribuir 9 mil reais em prêmio.

Para aqueles que ainda não foram às compras, uma boa notícia. O comércio permanece de portas abertas até às oito horas da noite e deve ficar um pouco mais no dia 24 de dezembro. E para os desesperados uma esperança: algumas lojas também vão abrir na manhã do dia 25. (D.A.)

Prefeitura intensifica fiscalização no Calçadão do Terminal
Há poucos dias do Natal, a Prefeitura de Rio Branco intensificou a fiscalização no Calçadão do Terminal. O objetivo é coibir a invasão das calçadas pelos ambulantes que surgem de todos os cantos da cidade neste período do ano, além de evitar a evasão de divisas através da venda de produtos contrabandeados da Bolívia.

Segundo o fiscal de Espaço Público, Marcos Café, duas equipes, com seis fiscais cada, estão de plantão permanente no local, fazendo o trabalho de conscientização dos ambulantes. “No primeiro momento as pessoas são convidadas a sair e alertadas sobre as conse-qüências que seus atos podem acarretar”, diz Marcos.

Os vendedores de CDs e DVS piratas são outro alvo dos fiscais, que contam ainda com a ajuda de policiais militares para fazer as abordagens. O trabalho de fiscalização no período natalino foi intensificado há quatro anos, desde quando os lojistas do Centro da cidade foram até o Ministério Público Estadual pedir apoio para coibir a permanência dos camelôs nas calçadas de suas lojas.
“Atualmente quase não fazemos autuações. Os ambulantes estão conscientes dos seus limites e aqueles que se negam a seguir as regras são autuados. Mas felizmente não registramos grandes problemas este ano”, finalizou. (D.A)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation