Binho defende pagamento por serviços ambientais na COP-15

cop
O governador Binho Marques fez ontem, 14, sua primeira participação na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, realizada em Copenhague, na Dinamarca. Ele participou do Fórum de Governadores da Amazônia, onde cada governador apresentou sua proposta para redução do desmatamento e emissão de gases poluentes.

Na proposta apresentada pelo governador do Acre, a principal defesa foi pelo pagamento por serviços ambientais. “O pagamento de serviços ambientais é o ideal econômico da Florestania”, disse Binho Marques.

A trajetória do Acre na defesa pela floresta também foi outro tema de destaque na fala do governador acreano. “Chico foi o primeiro a entender que a presença das populações tradicionais era a única força capaz de impedir o avanço do desmatamento no Acre e em muitas regiões da Amazônia”.

Segundo Binho Marques, o Acre possui hoje as melhores propostas para Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação (REDD). “O Acre tem a mais antiga experiência de conservação da floresta. Mas nem por isso estamos livres de ameaças”, disse o governador.

Ele lembrou ainda que a preservação deve estar pautada não apenas na preservação da floresta, mas também em quem vive nela. “Para nós, salvar florestas é melhorar o mundo salvando árvores, animais e, principalmente, pessoas”.

Após o Fórum de Governadores, Binho Marques participou da mesa de negociação dos chefes das delegações dos 192 países que estão na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, onde se discutiu uma proposta para que os países emergentes contri-buam para o fundo de combate ao aquecimento global. No evento, a ministra Chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, defendeu que mais importante do que discutir a participação dos emergentes no fundo é saber se os países ricos estão dispostos a adotar metas mais ousadas do que as anunciadas até agora para atingir o objetivo da convenção: reduzir as emissões globais de gases de efeito estufa entre 25% e 40%, até 2020. (Agência Acre)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation