Reeleito, Morales se cobra para acelerar mudanças

eleito
O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse hoje que a vitória obtida nas eleições gerais, que ganhou com mais de 60% dos votos segundo as pesquisas, o obriga a “acelerar” o “processo de mudança” que empreende há quatro anos em seu país.

“Temos a enorme responsabilidade de aprofundar, de acelerar este processo de mudança. Que obtenhamos mais de dois terços nas (câmaras de) deputados e senadores me obriga a acelerar este processo de mudança”, disse Morales em discurso de uma sacada do Palácio do Governo de La Paz perante a multidão que se concentrou na região para festejar a reeleição do líder aimará.

Morales proclamou sua vitória com mais de 60% de apoio nas urnas, que é a mesma percentagem que lhe deram as pesquisas de boca-de-urna dos meios de comunicação ao término da jornada de votação.

O governante indígena, que agradeceu o apoio dos moradores de La Paz por sua reeleição, também convocou os dirigentes políticos, cívicos e empresários opositores de algumas regiões para que se somem a seu projeto, à margem das diferenças setoriais ou regionais.

“Somos um Governo da cultura do diálogo”, disse Morales ao ressaltar seu convite a quem ainda não o apoia para que se somem a um projeto de unidade.

“Este projeto agora não é somente de um partido, mas é de todo o povo boliviano. Por isso o respaldo de mais de 60%”, destacou o governante, entre os aplausos de seus seguidores.

O apoio obtido hoje por Morales, que está entre 61% e 63%, supera os 53,7% de 2005, quando ganhou sua primeira eleição.

Também reconheceu que seu partido, o Movimento Ao Socialismo (MAS), não ganhou em todos os departamentos (perdeu em Santa Cruz, Beni e Pando), mas destacou os avanços em outras regiões como Tarija e Chuquisaca, onde antes perderam.

Destacou também que a responsabilidade de sua vitória é também “com a humanidade” e lembrou que em 13 e 14 de dezembro próximos se realizará em Cuba uma cúpula chefes de Estado do bloco da Aliança Bolivariana das Américas (Alba) para “debater profundamente sobre o socialismo”.

“O triunfo na Bolívia não é só para os bolivianos. Quero dizer aos bolivianos que o triunfo é um justo reconhecimento e uma dedicação a presidentes, Governos, povos anti-imperialistas”, disse o presidente.

Morales assumirá seu novo mandato no dia 22 de janeiro próximo e governará até o mesmo dia de 2015.

Multidão festeja vitória de Morales
Milhares de pessoas se concentraram na noite deste domingo na Praça Murillo de La Paz, em frente ao Palacio de Governo, para festejar a vitória eleitoral do presidente Evo Morales, que revalidou mandato com um apoio superior a 60% segundo as pesquisas.

Os seguidores do presidente indígena começaram a abarrotar paulatinamente a Praça Murillo após a difusão das pesquisas de boca-de-urna que coincidem em uma ampla vitória de Morales, muito superior ao 53,7% que o levou à Presidência da Bolívia em 2005.

Encorajados com música folclórica boliviana, os presentes, entre eles muitos jovens, indígenas e estrangeiros, aguardaram o discurso que o presidente pronunciou finalmente depois das dez da noite (0h de Brasília desta segunda-feira) de uma sacada do Palácio de Governo.

Levando bandeiras azuis do Movimento ao Socialismo (MAS, o partido de Morales) ou as coloridas “whipalas” indígenas, os seguidores do presidente continuaram a festa em um ambiente de euforia após seu discurso. (Folha On-line)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation