Walter Prado pede ação do MPF contra Eletroacre

Prado
As cobranças abusivas e as constantes quedas no abastecimento de energia fizeram com que o deputado Walter Prado (PDT) fosse à tribuna da Assembléia Legislativa fazer discurso cobrando a Eletroacre. O parlamentar chegou a propor que o Ministério Público Federal fizesse uma investigação na concessionária.

De acordo com Prado, ele chegou a receber denúncia de uma senhora que tem renda de R$ 80 por mês advindos do programa Bolsa Família, mas recebeu uma conta de energia de mais de R$ 300. “Estão falando em redução de energia, mas a luz fez foi aumentar. A Eletroacre tem o descaramento de mandar para uma pessoa que tem renda de R$ 80 uma conta de mais de R$ 300, e não é a única, tem mais de 40 mil pessoas que vivem na mesma situação”.

O parlamentar já havia proposto em audiência pública, há aproximadamente um mês e meio, que a concessionária incluísse automaticamente famílias integrantes de programas sociais do governo nas chamadas tarifas sociais de energia, que garantem luz mais barata às famílias de baixa renda. Na época, a proposta foi aceita, mas nunca colocada em prática. “Esse é o maior absurdo que vejo, fora os apagões e a péssima prestação de serviço. É roubar de quem não tem”. (Assessoria/ Aleac)

 

 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation