Pular para o conteúdo

Eduardo Farias: “Binho é o político mais preparado da FPA para ser o próximo prefeito de Rio Branco”

Dudu
Entrevistado no quadro  Boca no Microfone, na 93,3 FM o prefeito em exercício, Eduardo Farias (PCdoB), respondeu perguntas sobre os principais problemas de Rio Branco. Sobre a questão das calçadas explicou que, por enquanto, a prefeitura prefere construir com recursos próprios por conta da padronização. “Ainda que a lei municipal dê essa atribuição aos moradores”, disse. Também garantiu que o aqüífero de Rio Branco não corre risco de contaminação por conta da construção de um pronto-socorro e a nova rodoviária no Segundo Distrito.

Dengue
O principal problema de saúde pública atualmente na Capital é a dengue. Farias afirmou que a procuradoria jurídica da prefeitura está procurando um meio de punir moradores que se negam a fazer a limpeza dos quintais. “Alguns não querem nem mesmo que os agentes de endemias possam entrar nas suas propriedades. Mas nós vamos agir de forma energética”, garantiu.

O vice-prefeito que é médico infectologia também informou que os novos produtos de combate ao mosquito da dengue já chegaram. “O Ministério da Saúde nos prometeu enviar mais. Além de toda ação de visitas o nosso trabalho está sendo muito forte com a ajuda do Governo do Estado. Algumas medidas foram tomadas como a contratação de mais agentes de endemias e intensificação dos fumacês. Estamos matando o mosquito no ambiente e combatendo as larvas nos acúmulos de água”, explicou.

Quanto a um possível aumento do número de casos em relação ao ano passado, Fa-rias, destacou: “a dengue é sazonal e, no período de chuva, aumenta de forma natural por causa da quantidade de água, as altas temperaturas e a umidade do ar. Nesse período de férias muita gente acaba indo para fora do Estado e trazendo vírus diferentes o que acaba aumentando o número de casos. Os números mostram que teremos quase os mesmos números de casos do ano passado. Mas acredito que vamos ter menos porque começamos a tratar mais cedo. Do ponto de vista daquilo que o poder público tem que fazer nós estamos fazendo tudo”, salientou. 

CPI do asfalto fantasma
Indagado sobre uma possível CPI da Câmara de Vereadores sobre as ruas que constam como asfaltadas, mas que nunca foram pavimentadas, o vice respondeu: “quem está propondo (vereador Rodrigo Pinto-PMDB) vai estar atirando no próprio peito porque foram justamente as gestões do partido do vereador que ocasionaram esse tipo de situação.

 Se ele quiser investigar deveria ter uma conversa interna no seu partido para ver quem fez esse tipo de coisa. Se quiser atirar nos peitos próprios que atire.  De 2005 para cá todos os recursos foram bem aplicados. O Angelim foi o prefeito que mais abriu ruas e urbanizou a cidade. Mas sou um apaixonado pela democracia e acho justo a CPI”, garantiu.

Aqüífero de Rio Branco
Foi questionado sobre a possibilidade de contaminação do aqüífero da Capital e contestou: “tem muito folclore em cima disso. As construções estão sendo feita respeitando o relatório de impacto ambiental. Todo esgotamento da nova rodoviária vai cair numa rede coletora de esgoto e vai para uma estação de tratamento e sairá para o Rio Acre ou para outro igarapé mais límpida do que quando entrou. Todo o lixo vai ser coletado e levado para a unidade de resíduo sólido. Não tem risco. O lixo hospitalar do pronto-socorro será tratado num dos mais modernos sistemas e será esterilizado e incinerado. O entorno da rodoviária será um bosque. O aqüífero está sendo preservado”, garantiu.

Política
Aos 48 anos, Eduardo Farias não se furta de falar sobre o seu futuro político. “Não posso faltar com a verdade. Quem é que não tem o sonho de governar a sua cidade? Sou militante político há 25 anos do PCdoB. Acho que a política quando é feita com o coração e verdade é uma área nobre e transformadora. Mas não faço disso o meu único objetivo de vida. Faço parte de um grupo político da FPA. Temos bons quadros e lideranças importantes e a correlação de forças dos partidos conta, na escolha do próximo prefeito, do próximo governador. Se por acaso for convocado topo, mas se não for nem lembrado não tem nenhum problema vou estar com a bandeira na mão fazendo campanha. Mas do ponto de vista pessoal acho que um bom nome é o governador Binho Marques. Ele tem hoje uma grande experiência de gestão e tem governado o Estado com muita firmeza e técnica. Ele sabe planejar e conduzir a equipe, é uma pessoa jovem do ponto de vista político. Provavelmente o Binho será o meu candidato a prefeito de Rio Branco em 2012. Ele está pronto e preparado e com todas as creden-ciais que um prefeito precisa para fazer um bom trabalho à população”, finalizou.